iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

30/07 - 09:07

Para Citadini, Corinthians se comporta como pequeno em 2008
Presidente do Conselho de Orientação (Cori) se irrita com as rivalidades alimentadas pela equipe neste ano

Gazeta Esportiva

SÃO PAULO - Antônio Roque Citadini acha que o Corinthians passou a se comportar como um clube de Segunda Divisão em 2008. Presidente do Conselho de Orientação (Cori) e opositor do presidente Andrés Sanchez, ele se irrita com as rivalidades alimentadas pela equipe no ano.

Na Copa do Brasil, o primeiro time a provocar o Corinthians foi o Goiás. Antes dos confrontos com o líder da Série B, Hailé Pinheiro, presidente do Conselho Deliberativo do clube do Centro-Oeste, afirmou que chuparia uva roxa para comemorar uma vitória sobre o adversário, ironizando a cor adotada pelo departamento de marketing dos paulistas.

Como resposta, o goleiro Felipe festejou a classificação corintiana com um cacho de uvas verdes e volta olímpica no estádio do Morumbi. Citadini esconde o rosto com as mãos, desolado, ao lembrar da cena. “Meu Deus do céu. Aquilo me tirou o sono de desgosto. Não consegui mais dormir. Quem é o Goiás para estarmos arrumando intriga com eles?”, revoltou-se.

Na decisão do torneio, a polêmica foi com o Sport. Dirigentes do Corinthians protestaram publicamente contra o tratamento dado aos seus torcedores pelos pernambucanos, que cederam uma cota de ingressos inferior à solicitada por Andrés Sanchez.

“Essa diretoria fica brigando com clubes pequenos como Sport e Goiás. Não agüento ver isso. É o tipo de coisa que só favorece aos outros, que ganham projeção em cima da enormidade do Corinthians. O correto seria deixar eles falarem sozinhos e começar a se preocupar com quem é grande”, orientou Citadini.

O conselheiro do Corinthians definiu os três clubes com os quais é saudável discutir. “Só brigo com São Paulo, Palmeiras e Flamengo. O resto não interessa”, disse o irreverente Citadini, que não considera o Santos um rival. Para ele, importar-se com o clube da Vila Belmiro “é como estar em uma festa cheia de mulher bonita e chamar uma prima para dançar”.


Leia mais sobre: Corinthians Série B Roque Citadini

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Reprodução

Dirigente polêmico
Citadini disse que o Corinthians só pode "discutir" com São Paulo, Palmeiras e Flamengo

Topo