iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

30/07 - 05:31

Bordon diz que pensou em deixar o futebol por causa da mãe

A mãe do zagueiro sofre de Alzheimer, e o jogador disse que chegou a não se interessar mais por futebol

EFE

BERLIM (Alemanha) - O brasileiro Bordon, do Schalke 04, afirmou que esteve a ponto de deixar o futebol para ficar no Brasil por causa da doença de sua mãe, que sofre de Alzheimer.

"Na última pausa de verão do Campeonato Alemão pensei em abandonar", explica Bordon, de 32 anos, em uma entrevista ao jornal esportivo "Sport Bild".

O jogador explica que em sua última estadia no Brasil viu sua mãe, de 62 anos, muito doente, e considerou a possibilidade de ficar no país para estar com sua família, já que não conseguia se interessar pelo futebol.

Bordon conta que o tempo todo informou a seu clube obre a situação, e que sua própria família o convenceu de que não "fazia sentido deixar o futebol", já que a doença de sua mãe é incurável. O jogador tem contrato com o Schalke até 2011.


Leia mais sobre: Bordon Schalke 04 Alemanha

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


AP

Aos 32 anos
Bordon foi revelado no São Paulo e atualmente é o capitão do Schalke 04, da Alemanha

Topo