iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

29/07 - 14:06

Satisfeita com Tcheco, diretoria gremista volta a criticar Roger
A irritação com o jogador foi causada por sua saída repentina, seduzido por proposta milionária do Catar Sports Club

Gazeta Esportiva

PORTO ALEGRE - Desde que retornou do futebol árabe, o meia Tcheco não custou a retomar sua posição no time principal do Grêmio e se tornou uma das principais peças do esquema tático do técnico Celso Roth: o responsável por armar os ataques. Satisfeito com o craque, a diretoria do Tricolor aproveitou para elogia-lo, voltando a criticar Roger, que deixou o Olímpico para jogar no Catar.

“O futebol exige dupla ou tripla função de cada atleta. O Tcheco tem envolvimento, e o Roger só atacava. Os demais tinham que se desdobrar por ele”, disse o diretor de futebol, André Krieger, para o jornal Correio do Povo.

A irritação com o jogador foi causada por sua saída repentina, seduzido por proposta milionária do Catar Sports Club. Assim, Roger deixou o Olímpico em 4 de julho, véspera da partida contra o Botafogo, na qual pediu para não atuar. O Grêmio acabou derrotado por 2 a 0 pelo clube carioca.

“Ele veio, se recuperou fisicamente e foi embora. Não deixou marca nem saudade. Com a saída dele o Grêmio passou a ter 11 jogadores em campo”, alfinetou Krieger, que ainda comemora o bom momento de Tcheco: auxiliado por dois volantes e dois laterais no esquema 3-5-2 de Roth, o jogador faz a ligação com os atacantes Perea e Marcel.


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo