iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

29/07 - 11:05

Muricy carrega dúvida no ataque para Santa Catarina
A única dúvida do comandante do Tricolor paulista reside no companheiro de ataque de Dagoberto

Gazeta Esportiva

SÃO PAULO - Rogério Ceni; Zé Luis, Aislan e André Dias; Joílson, Jean, Richarlyson, Hugo e Jorge Wagner; Dagoberto e Aloísio ou Éder Luis. Esse é o provável time que Muricy Ramalho escalará para o próximo compromisso do São Paulo no Campeonato Brasileiro, na noite desta quarta-feira, em Florianópolis, diante do Figueirense.

A única dúvida do comandante do Tricolor paulista reside no companheiro de ataque de Dagoberto. Se optar pela manutenção da equipe que iniciou o clássico contra a Portuguesa, Aloísio iniciará o duelo. Se apostar na formação utilizada nos dois últimos compromissos fora de casa, ante Internacional e Vitória-BA, o escolhido será Éder Luis.

O treinador negou, no entanto, que a escolha do segundo titular do ataque será baseada somente no quesito velocidade, importante em jogos fora do Morumbi. “Não é só isso. “Você tem que ver que, às vezes, abaixa a altura no meio-campo com o Jean e tem que compensar com alguém na frente, pois bola parada é complicadíssima. Não é só pela velocidade. Tem outros aspectos também, como a bola alta”, argumentou, mantendo o mistério no ar.

Para aumentar as dúvidas na cabeça do treinador Paulo César Gusmão, adversário desta quarta-feira, Muricy Ramalho abriu a possibilidade de alterar o time em outros setores, não somente no ataque.

“Não sei se vou manter a mesma equipe. O time ganhou, mas teve problemas. A gente não pode se empolgar com vitorias. Temos que ver que houve erros”, alertou, sem garantir as presenças de Jean no meio-campo e Aislan na defesa.

“No Morumbi é diferente, é a casa deles. O Jean foi lançado em Porto Alegre (contra o Inter) e foi muito bem. Aqui (contra a Portuguesa) também foi bem. O Aislan também cumpriu. Uma falha aqui, outra ali, mas é normal. Vamos ver”, concluiu.

Atento à indefinição do treinador, Éder Luis praticamente repetiu as palavras de Muricy e se colocou à disposição para começar jogando ou sentar no banco de reservas no início do duelo contra os catarinenses.

“Estou tranqüilo em relação ao que ele vai fazer. Os atacantes que estão entrando na equipe têm se apresentado bem. Se for pela velocidade, irá escolher a mim. Se quiser referência, será o Aloísio. O mais importante é o São Paulo conquistar os três pontos”, resumiu.


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo