iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

29/07 - 22:02

Luxa ignora duelo particular e prevê futuro brilhante a Caio Jr

"O Caio Júnior tem um futuro brilhante pela frente. Vai cometer erros, vai acertar, mas é um treinador inteligente", disse

Gazeta Esportiva

SÃO PAULO - Nesta quarta-feira, Caio Júnior reencontrará o palco que foi sua casa durante um ano. Depois de passar toda a temporada de 2007 no Palmeiras, o atual técnico do Flamengo estará no Palestra Itália diante de um Vanderlei Luxemburgo que levou a equipe ao fim do jejum de nove anos sem títulos importantes.

Apesar do duelo particular contra um ex-comandante alviverde, Luxemburgo, com 13 anos e 20 títulos a mais do que o rubro-negro, prevê muito sucesso ao seu adversário na briga pelo Campeonato Brasileiro.

“O Caio Júnior tem um futuro brilhante pela frente. Vai cometer erros, vai acertar, mas é um treinador inteligente, já mostrou isso no Palmeiras e também agora no Flamengo. Tomara que ele tenha na carreira um percentual de acertos maior do que o de erros, já que não dá para acertar tudo”, estimou Luxa.

Fugindo de qualquer polêmica, o treinador credita a Caio Júnior parte do título paulista. “Houve uma evolução no Palmeiras e isso vem desde o Caio Júnior. Até mesmo na questão dos salários, que no ano passado era constante e esse ano nem tanto. Existiu esse progresso com ele também”, elogiou, negando um confronto especial nos bancos de reservas do Parque Antártica nesta quarta-feira.

“Não tem duelo entre técnicos, não existe essa rivalidade. Quando jogo contra o São Paulo, falam do duelo entre Luxemburgo e Muricy, ou então é Luxemburgo contra Leão, como se isso fosse importante. Nós somos importantes sim, mas por uma filosofia. As pessoas têm que esquecer um pouco os técnicos”, pediu.

Para tirar os holofotes de cima de si, Luxemburgo repete as declarações que deu depois de levantar o estadual deste ano. “Essa preocupação com os técnicos tira o foco dos donos do espetáculo, que são os jogadores. O técnico é importante para ganhar campeonato e até ganha jogo na montagem do time, mas 70% de tudo é dos jogadores”, concluiu.


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo