iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

29/07 - 17:27

Horcades vence Dinamite pela vice-presidência do Clube dos 13
Com 14 votos a cinco, Roberto Horcades foi eleito e integrará a presidência presidida por Fábio Koff

Gazeta Esportiva

RIO DE JANEIRO - O presidente do Fluminense, Roberto Horcades, venceu a disputa pelo cargo de 1° vice-presidente do Clube dos 13 e foi eleito, nesta terça-feira, em reunião realizada com a presença dos 20 membros da entidade. Horcades bateu Roberto Dinamite, recém-eleito presidente do Vasco.

O dirigente cruzmaltino pedia a sucessão automática do cargo, já que Eurico Miranda, ex-presidente do Vasco, era o antigo ocupante do cargo na diretoria do Clube dos 13. No entanto, o estatuto da entidade exige novas eleições caso um membro deixe o comando de seu respectivo clube.

Assim, com 14 votos a cinco, Roberto Horcades foi eleito e integrará a presidência presidida por Fábio Koff, e que conta também com Affonso Della Mônica, do Palmeiras; Vitório Píffero, do Internacional e Milton Bivar, do Sport, como 2°, 3° e 4° presidente, respectivamente.

Inicialmente, o presidente do Cruzeiro, Alvimar Parrela, também estava na disputa pelo cargo, mas momentos antes da votação retirou sua candidatura e optou por votar em branco. Em Horcades votaram os presidentes de Atlético-MG, Atlético-PR, Bahia, Coritiba, Fluminese, Goiás, Grêmio, Guarani, Internacional, Palmeiras, Portuguesa, Santos, Sport e Vitória.

Em Roberto Dinamite votaram os clubes considerados dissidentes: Botafogo, Corinthians, Flamengo, São Paulo e Vasco. Ao contrário de Dinamite, recém-eleito em General Saveriano, Horcades tem longa história no Clube dos 13 e participou, recentemente, da discussão pela renovação dos direitos televisivos do Campeonato Brasileiro.


Leia mais sobre: Roberto Dinamite Roberto Horcades Vasco Fluminense Clube dos 13

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


MBPress

Derrota
Roberto Dinamite não conseguiu assumir o cargo de 1º vice-presidente do Clube dos 13, que ficou com Roberto Horcades

Topo