iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

29/07 - 08:12

Chulapa agradece lobby por sua contratação, mas apóia Cuca
Na chegada do desafeto Emerson Leão à Vila Belmiro, perdeu o emprego e passou a torcer à distância pelo time

Gazeta Esportiva

SÃO PAULO - Serginho Chulapa ficou envaidecido quando soube que os jogadores do Santos lhe indicariam como substituto de Cuca, na época em que o técnico pediu demissão ao presidente Marcelo Teixeira. Mesmo desempregado, no entanto, ele prefere apoiar o ainda comandante da equipe praiana.

“Foi muito legal ouvir que os jogadores me queriam como técnico. Agradeço a eles”, sorriu Chulapa, que não conversou com nenhum atleta do elenco do Santos ou dirigente sobre a possibilidade de voltar ao clube. “Não houve nada. Estou do lado do Cuca, torcendo para ele dar certo.”

Chulapa era auxiliar-técnico de Wanderley Luxemburgo no Santos. Na chegada do desafeto Emerson Leão à Vila Belmiro, perdeu o emprego e passou a torcer à distância pelo time que defendeu também como jogador. “O Santos está melhorando. Já conseguiu uma boa vitória em cima do Vasco no domingo e tem tudo para sair dessa situação ruim”, analisou.

Como o lobby por sua contratação não vingou, Chulapa deu seqüência, com satisfação, à vida de atleta aposentado. Na noite de segunda-feira, bebeu vinho e conversou com ex-companheiros durante o lançamento do livro “Mário Travaglini – Da Academia à Democracia”, dos jornalistas Márcio Trevisan e Helvio Borelli, na sede da Federação Paulista de Futebol (FPF).

“O futebol é um meio muito complicado. Dependendo do que aparecer, até posso pensar em trabalhar novamente como técnico. Mas estou bem tranqüilo agora, despreocupado, sem negociar com ninguém”, afirmou Serginho Chulapa.


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo