iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

27/07 - 19:29

Inspirado por Robinho, Maikon Leite comemora fim do anonimato
“Nossa! Vestir a camisa que já foi de Robinho, um craque consagrado no mundo inteiro, é muito bom", diz o atacante

Gazeta Esportiva

SANTOS - “Agora todos sabem quem sou eu”. Com essa frase de efeito, o garoto Maikon Leite, de apenas 19 anos, abriu sua entrevista coletiva na tarde deste domingo, após ajudar o Santos a golear o Vasco por 5 a 2, na Vila Belmiro.

Contratado junto ao Santo André depois de apagadas passagens pela Portuguesa e pelo Nacional, da capital, o jogador ainda não marcou gols pelo Peixe, mas, neste domingo, foi decisivo para a terceira vitória do Peixe no Brasileirão.

Com muita velocidade, o camisa sete incomodou a defesa carioca, sofreu três pênaltis e ainda serviu Molina no lance do quinto e último gol da partida. Questionado a respeito dos lances, brincou com a situação e afirmou não se incomodar com seu jejum pessoal.

“Tive algumas chances hoje (domingo) e não marquei, mas o importante é que os gols saiam, não importa quem marque. Aliás, é mais fácil eu sofrer os pênaltis e o Kléber Pereira marcar. Se fosse o contrário, eu não sei se daria certo”.

Maikon Leite também foi abordado sobre a responsabilidade de vestir a camisa sete, que até hoje é venerada pelos santistas graças a Robinho, atualmente “pedalando” no Real Madrid, da Espanha.

“Nossa! Vestir a camisa que já foi de Robinho, um craque consagrado no mundo inteiro, é muito bom. Não tem nem o que falar. Com certeza é um incentivo a mais e espero honrar cada vez mais essa camisa”.

O técnico Cuca também comemorou bastante o sucesso de Maikon Leite, jogador que ele mesmo indicou ao Santos. Mas fez um alerta para que o bom futebol deste domingo não suba à cabeça do novo atacante do Peixe.

“Observamos o Maikon em um jogo entre Barueri e Santo André e aí resolvemos contratá-lo. Não era nem para trazê-lo agora, mas o guri está vingando. Tem que ter calma, pois o que a quarta-feira faz, o domingo desmente”, sintetizou, usando um de seus jargões futebolísticos favoritos.


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo