iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

27/07 - 18:07

Furacão fica no empate sem gols com o Figueirense

Atlético-PR segue sem nunca ter vencido o time catarinense em jogo do Brasileirão

Gazeta Esportiva

CURITIBA - O Atlético Paranaense tropeçou mais uma vez no Campeonato Brasileiro jogando na Arena da Baixada. Desta vez, empatou sem gols com o Figueirense, que vinha de uma derrota histórica por 7 a 1 para o Grêmio, e manteve o tabu de nunca bater o adversário na competição.

Com o resultado, o time continua muito próximo à zona de rebaixamento, com 17 pontos ganhos, enquanto os catarinenses permanecem entre os dez primeiros.

Tentado pressionar desde os primeiros momentos, o Furacão partiu para o ataque. Aos dois minutos, Márcio Azevedo abriu espaço e bateu cruzado. A bola desviou e saiu e escanteio, com perigo. O Figueira tentou responder em bola parada de Cleiton Xavier, mas o cruzamento foi barrado pela zaga. O time da casa utilizava as laterais, principalmente com Márcio Azevedo, que tentou mais um levantamento aos nove minutos mas, a zaga afastou.

A pressão era toda rubro-negra e, aos 13 minutos, Alan Bahia arriscou o chute venenoso e Wilson fez boa defesa. Aos 15 minutos, bom lançamento de Julio dos Santos para Anderson Aquino, que se enrolou na hora do chute. Na resposta, aos 19 minutos, Claiton Xavier arriscou o chute, mas a bola explodiu na defesa atleticana. Aos 22 minutos, Rhodolfo apareceu no ataque, tirou dois jogadores do Figueira e bateu para defesa de Wilson.

O jogo era corrido, com o time da casa com mais posse de bola e levando mais perigo, embora sem conseguir criar muitas oportunidades de concluir. Aos 28 minutos, Nei cobrou falta, a bola tomou o caminho do gol, mas Wilson estava ligado e ficou com ela. O Figueirense quase abriu o placar aos 33 minutos. Depois de cobrança de escanteio, Bruno Aguiar apareceu na frente da meta para completar e Galatto salvou a queima-roupa.

No segundo tempo, o Figueira voltou mais perigoso e em dois lances quase marcou. Aos dois minutos, Rafael Coelho recebeu na área e tocou para defesa de Galatto. Dois minutos depois, novamente o atacante catarinense apareceu com liberdade e tocou na trave, perdendo uma oportunidade inacreditável. Aos sete minutos, depois de cobrança de escanteio, Bruno Aguiar quase jogou contra o próprio patrimônio.

A torcida rubro-negra tentava incentivar, mas se irritava com os passes errados e a falta de criatividade do time. Aos 15 minutos, depois de cobrança de falta, Rafael Coelho desviou de cabeça e a bola passou com muito perigo. Aos 18 minutos, Anderson Aquino invadiu a área e, de frente para a meta, mandou para fora. O técnico Roberto Ferrandes tirou de campo Julio dos Santos e Pedro Oldoni que deixaram o campo sob vaias.

Porém, as mudanças não mudaram muito o panorama da partida, que continuou truncada. Aos 28 minutos, Tadeu recebeu lançamento e bateu cruzado, à esquerda de Galatto. Nas arquibancadas, a torcida voltou a pedir Geninho. Aos 38 minutos, Anderson Aquino arriscou de fora da área pela linha de fundo. Aos 43 minutos, Pimba bateu forte, mas a bola subiu demais, na última boa chance.

Na próxima rodada, o Atlético Paranaense vai a Salvador, onde na próxima quarta-feira enfrenta o Vitória, no Estádio Barradão. Já o Figueirense volta para Florianópolis, onde no mesmo dia recebe o São Paulo, no Estádio Orlando Scarpelli.

FICHA TÉCNICA (Veja como foi o jogo lance a lance)
ATLÉTICO/PR 0 x 0 FIGUEIRENSE

Local: Arena da Baixada, em Curitiba
Data: 27 de julho de 2008, domingo
Horário: 16 horas (de Brasília)
Árbitro: Jose Henrique de Carvalho (SP)
Assistentes: Marcelo Carvalho Van Gasse e Joao Bourgalber Nunes Chaves (ambos de SP)
Cartões amarelos: Julio dos Santos, Márcio Azevedo (Atlético-PR); Cleiton Xavier, Diogo, Asprilla, Jackson, Marquinho (Figueirense)

ATLÉTICO-PR: Galatto; Antônio Carlos, Rhodolfo e Danilo; Nei, Alan Bahia, Valencia (Gabriel Pimba), Julio dos Santos (Douglas Maia) e Márcio Azevedo; Anderson Aquino e Pedro Oldoni (Wallyson)
Técnico: Roberto Fernandes

FIGUEIRENSE: Wilson; Anderson Luis, Bruno Aguiar, Asprilla e William Matheus; Diogo (Jackson), Leandro Carvalho, Marquinho e Cleiton Xavier; Rafael Coelho (Wellington Amorim) e Tadeu
Técnico: Paulo César Gusmão

Outros resultados:


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo