iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

26/07 - 20:48

Cruzeiro vence no Maracanã e mantém o Flu na zona de queda
Com a vitória, de virada por 3 x 1, mineiros vão à terceira colocação. Torcida carioca vaiou o time e o técnico Renato Gaúcho

Gazeta Esportiva

RIO DE JANEIRO - Dezoito anos depois de ter vencido o Fluminense no Rio de Janeiro pela última vez, o Cruzeiro voltou a derrotar o Tricolor das Laranjeiras na noite deste sábado, no Maracanã, na abertura da 15ª rodada do Campeonato Brasileiro: 3 a 1.

A vitória, de virada, fez inteira justiça ao melhor desempenho da equipe mineira, que conseguiu a reabilitação depois da derrota em casa para o Goiás no meio da semana.

O Fluminense jogou muito mal durante toda a partida, mostrando sentir a falta dos meias Thiago Neves (na seleção olímpica) e Conca, suspenso. A equipe dirigida por Renato Gaúcho mostrou uma defesa confusa e um ataque inoperante.

Com a vitória, o time mineiro chegou à terceira posição no Campeonato Brasileiro com 27 pontos ganhos, mesmo número do Flamengo, enquanto o Fluminense segue na zona do rebaixamento, em 18ªlugar com apenas 13 pontos.

Na próxima rodada, o Fluminense vai encarar a Portuguesa. no Canindé, enquanto o Cruzeiro vai receber o Náutico no Mineirão.

O jogo
O Fluminense começou a partida armado com três zagueiros e com Arouca improvisado na lateral direita para tentar superar os desfalques, principalmente do meia argentino Conca que tem sido o responsável pela armação das jogadas de ataque.

E o Tricolor começou no ataque, abrindo o marcador logo aos dez minutos. Washington dominou a bola na grande área e foi derrubado pelo zagueiro Thiago Martinelli: pênalti, que o próprio Washington cobrou rasteiro e marcou, apesar do esforço do goleiro Fábio.

Depois de estabelecer a vantagem, a equipe carioca recuou e permitiu que o Cruzeiro tomasse conta do meio campo. O lateral Carlinhos começou a ser acionado para tirar proveito da improvisação de Arouca que parecia pouco à vontade na posição.

A pressão mineira quase resultou em gol quando Carlinhos bateu de fora da área e Ricardo Berna espalmou para escanteio.

Aos 36 minutos, o Cruzeiro chegou ao empate. Carlinhos foi lançado por pela esquerda, ganhou da zaga tricolor e cruzou rasteiro. Guilherme entrou entre os zagueiros e desviou para as redes.

O time visitante continuou melhor em campo e desempatou aos 38 minutos quando Júnior César cometeu falta na entrada da área. Fabrício cobrou rasteiro e Ricardo Berna saltou atrasado, não conseguindo impedir que a bola entrasse.

No segundo tempo, o Fluminense voltou com o jovem atacante Felipe no lugar do volante Ygor numa tentativa de Renato Gaúcho de aumentar a pressão sobre a defesa mineira.

O Tricolor carioca aumentou a pressão mais na base o entusiasmo do que da técnica. Sem ninguém para passar a bola com qualidade, os atacantes Dodô e Washington tinham muitas dificuldades para pegar na bola em condições de arremate.

Aos dez minutos, Felipe arrancou pela intermediária e chutou mas a bola saiu sem perigo para o gol de Fábio. A resposta mineira veio no minuto seguinte com uma conclusão de Carlinhos que não levou perigo para o gol de Ricardo Berna.

Renato tentou outra cartada com a entrada do atacante Somália no lugar do zagueiro Sandro, desfazendo o esquema com três defensores para tentar pressionar a equipe mineira em busca do empate.

Logo depois, Adilson Baptista tirou o meia Gérson Magrão e colocou o zagueiro Léo Fortunato, mostrando claramente a sua intenção de defender o resultado.

Por volta dos 25 minutos, a torcida tricolor passou a mostrar impaciência com os erros da equipe. O Fluminense aumentou a pressão, mas tinha dificuldade em concluir as jogadas, limitando-se a cruzar bolas altas que eram facilmente cortadas pela defesa mineira.

O Cruzeiro definiu o resultado aos 40 minutos, quando Wagner se aproveitou de uma sobra de bola na entrada da área e bateu forte sem chances para Ricardo Berna. Logo depois, o zagueiro Luiz Alberto atingiu Wagner com violência e foi expulso de campo. Nos minutos finais, enquanto a torcida tricolor vaiava, o Cruzeiro tocava a bola para administrar o resultado.

Assista também aos melhores momentos da partida

FICHA TÉCNICA
FLUMINENSE-RJ 1 X 3 CRUZEIRO-MG
(Veja como foi o jogo lance a lance)

Local: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 26 de julho de 2008, sábado
Horário: 18h20min (de Brasília)
Árbitro: Wilson Luiz Seneme (SP)
Assistentes: Emerson Augusto de Carvalho (SP) e Anderson Moraes Coelho (SP)
Cartões amarelos: Sandro, Júnior César(F): Fábio,Thiago Martinelli, Fabrício, Gérson Magrão e Léo Fortunato (C)
Cartão vermelho: Luiz Alberto (F)

Gols:
FLUMINENSE: Washington aos dez minutos do primeiro tempo.
CRUZEIRO: Guilherme aos 36 minutos e Fabrício aos 38 minutos do primeiro tempo; Wagner aos 40 minutos do segundo tempo

FLUMINENSE: Ricardo Berna; Sandro(Somália), Luiz Alberto e Roger: Arouca, Fabinho, Ygor (Felipe), Tartá e Júnior César; Dodô (Alan) e Washington
Técnico: Renato Gaúcho

CRUZEIRO: Fábio; Marquinhos Paraná, Thiago Heleno, Thiago Martinelli e Carlinhos (Camilo); Fabrício, Charles, Henrique e Wagner; Guilherme (Weldon) e Gérson Magrão (Léo Fortunato)
Técnico: Adílson Batista

Outros resultados:


Leia mais sobre: Fluminense Cruzeiro Brasileirão

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Photocamera

Fim do tabu
Equipe mineira não vencia os cariocas dentro do Rio de Janeiro havia dezoito anos

Topo