iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

25/07 - 20:44

Contra Portuguesa, Muricy completa 300 jogos no comando tricolor

Técnico comandou o ‘Expressinho’ são-paulino em 1994, voltou em 1996 e 1997 e retornou no começo de 2006

Gazeta Esportiva

SÃO PAULO - A partida deste domingo contra a Portuguesa será bastante especial para o técnico Muricy Ramalho. Quando o São Paulo entrar em campo para a partida no Morumbi pelo Campeonato Brasileiro, a partir das 18h10 (horário de Brasília), o treinador estará completando 300 jogos à frente da equipe, somando suas três passagens anteriores pelo clube.

Muricy comandou o ‘Expressinho’ são-paulino em 1994, na conquista da Copa Conmebol daquele ano, quando ainda era auxiliar-técnico de Telê Santana. Depois disso, voltou para treinar o time nos anos de 1996 e 1997, antes de iniciar um rodízio por outros clubes. Retornou apenas no começo de 2006, depois de fazer um bom Campeonato Brasileiro pelo Internacional em 2005.

Sempre arredio a tais números, o treinador se mostrou feliz com a marca. “Em termos de Brasil, acho que o técnico mostra assim que o trabalho é muito bem feito. É difícil permanecer em um clube grande por muitos jogos. Aconteceu no Internacional, aconteceu no Náutico e aconteceu aqui. Mostra que você se preparou pra isso”, 'elogiou-se' Muricy, que pensa até mesmo em chegar ao jogo 600 no comando do Tricolor.

O treinador admitiu ainda ter aprendido muito em seu período como auxiliar de Telê Santana, durante boa parte da primeira metade da década de 90. “O Telê representa muito. Foi com ele que comecei a carreira de técnico, ainda como auxiliar. Tenho muitas coisas dele, principalmente a personalidade. Ficamos muito tempo juntos”, disse Muricy, que não esconde sua próxima meta: conquistar a Libertadores pelo São Paulo.

“O foco é do clube, e a minha também, porque conquistamos dois Brasileiros. A Libertadores já escapou, mas temos que classificar neste ano e permanecer no outro ano”, disse, mostrando seu desejo de permanecer no cargo. “É a vontade que eu tenho. A gente oscila um pouquinho no ano, mas não depende apenas do técnico. Depende do clube também”, acrescenta.

A passagem do treinador pelo clube, porém, ganha o merecido reconhecimento por parte dos jogadores. O zagueiro André Dias fez questão de parabenizar Muricy por sua longevidade no cargo – a maior dentre os clubes da primeira divisão e a quarta maior dentro do São Paulo.

“Vai fazer três anos que eu estou aqui. Se a gente for colocar na balança, é uma boa passagem”, destacou o defensor, após o treino da tarde desta quinta-feira.


Leia mais sobre: Muricy Ramalho São Paulo Portuguesa

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo