iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

25/07 - 09:28

Cobiçado pelo Fluminense, Willian prefere voltar ao Corinthians
Por enquanto, porém, o único clube brasileiro que manifestou interesse em contratá-lo foi o Fluminense

Gazeta Esportiva

DONETSK (Ucrânia) - Willian está insatisfeito na Ucrânia. Um ano após deixar o Corinthians e acertar com o Shakhtar Donetsk, o jogador deseja fazer o caminho inverso.

Por enquanto, porém, o único clube brasileiro que manifestou interesse em contratá-lo foi o Fluminense.

“Há o interesse do Fluminense, mas ninguém falou comigo oficialmente. Parece que o Branco vai para a Europa tentar algumas contratações. O Jadson e o Willian seriam os nomes procurador para o meio-campo”, especulou Severino Vieira, pai e empresário de Willian, em conversa com a GE.Net.

Coordenador de futebol do Fluminense, Branco irá para a França ratificar a aquisição de mais um ex-jogador do Corinthians, o atacante Everton Santos, atualmente no Paris Saint-Germain. “Também resolverei outras situações”, comentou o dirigente, por telefone.

Embora reconheça interesse nos meias do Shakhtar Donetsk, Branco demonstra pessimismo sobre a possibilidade de negociação. “Tanto o Jadson quanto o Willian são contratações difíceis. Eles estão na Ucrânia e são caros”, classificou.

O poder de compra do Corinthians, então, é muito inferior ao do Fluminense. “A nossa preferência sempre foi voltar para o Corinthians. Nunca escondemos o carinho por esse time. É o desejo maior”, lamentou Severino Vieira. Willian é o jogador que mais deu lucro ao clube do Parque São Jorge na história. O Shakhtar pagou cerca de US$ 19 milhões por seus direitos federativos.

“Se sentisse que o Corinthians gostaria de contar novamente com o Willian ou ouvisse alguma coisa nesse sentido, lógico que sentaria para conversar. Mas também não posso tomar a iniciativa de fazer uma proposta”, ponderou o pai do meio-campista.

Ser corintiano, no entanto, não chegaria a impedir Willian de jogar em um dos antigos rivais. “Ele é profissional. Palmeiras, São Paulo e Santos são grandes clubes, como também é o Fluminense, e não seria problema nenhum defender esses times”, assegurou Vieira.

Acima do Corinthians, portanto, está a intenção de Willian de voltar a se destacar no futebol brasileiro para chamar a atenção dos grandes clubes da Europa. “Já houve sondagens do Barcelona e do Valencia, mas, por problemas burocráticos deles na época, não deram seguimento. Por isso, seria importante jogar no Brasil de novo”, lembrou seu pai e procurador.

Severino Vieira garante que o sucesso da carreira de Willian também supera as saudades da família. Para ajudar na adaptação do jogador na Ucrânia, o pai morou dois meses com o filho. “Agora é a mãe dele quem está lá”, disse, interrompido pelo toque de seu outro telefone celular. “Willian? Já ligo para você. Um beijo.”


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo