iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

25/07 - 22:34

Ceará vence Azulão e se mantém no pelotão de frente

O gol da vitória saiu na etapa complementar, em uma cobrança de pênalti convertida pelo atacante Luís Carlos

Gazeta Esportiva

FORTALEZA - De cabeça, de fora da área, no contra-ataque. O Ceará tentou de todo jeito abrir o placar o placar contra o São Caetano, no primeiro tempo do jogo realizado no Estádio do Castelão, nesta sexta-feira.

No entanto, o gol que daria a vitória de 1 a 0 para o time nordestino só sairia na etapa complementar, ironicamente em uma cobrança de pênalti do atacante Luís Carlos.

Empolgado depois de ter descolado um empate por 2 a 2 com o líder Corinthians na última rodada da Série B do Campeonato Brasileiro, o Ceará entrou em embalado para comprovar sua boa fase diante do Azulão nesta 15ª rodada do torneio. Com mais três pontos computados, o Ceará foi a 22, e se manteve no pelotão de frente, na sexta colocação.

Já a equipe do Grande ABC segue há seis rodadas sem conseguir vencer, com quatro derrotas e dois empates nos seus últimos jogos. Com a derrota de hoje, o Azulão se manteve estacando com 16 pontos, e segue em uma incômoda 15ª colocação, distando apenas três pontos do Fortaleza, primeiro dos quatro piores times da tabela.

No Alvinegro, o técnico Lula Pereira não pôde contar com o atacante Ciel, que estirou a coxa direito e foi barrado pelo departamento médico do clube cearense. Mesmo assim, o treinador não teve que esquentar a cabeça na partida contra o time paulista, pois Vavá e Luiz Carlos tiveram uma atuação destacada e praticamente dominaram a ação do confronto na primeira etapa.

A primeira das muitas chances do Ceará de abrir o marcador no primeiro tempo foi com Vavá, que infernizou a zaga do time paulista durante toda a partida. Aos 24 minutos, Fábio Vidal serpenteou pelo lado direito, livrando-se de três zagueiros, e cruzou na cabeça do avante, que deu com a testa na bola e mandou no canto esquerdo de Júlio César. O goleiro sul-sãocaetanense teve que se esticar todo para dar um tapinha na bola com a ponta dos dedos e desviar para o escanteio, afastando o perigo.

Aos 29, Vavá apareceria novamente, passando por toda a zaga do São Caetano, deixando três defensores para trás. No entanto, o avante se desequilibrou na hora da finalização, facilitando a defesa de Júlio César.

Não faltou ânimo para dupla Vavá-Luiz Carlos na primeira etapa, mas o Ceará só alcançaria o gol da vitória na segunda etapa. Aos dez minutos, Dedé driblou Andrézinho, e o jogador paulista imprudentemente o derrubou dentro da área: pênalti. A cobrança coube ao artilheiro Luiz Carlos que, tomando pouca distância, soltou uma pancada para marcar seu 11º gol na competição. Júlio César, no outro canto, não viu nem a cor da bola.

Com o resultado, mantido até o final do jogo, ajudado pela apatia do time de São Caetano, o Ceará manteve-se entre o grupo que disputa as primeiras posições da Série B, e tentará continuar com sua boa campanha na próxima sexta-feira, quando pega o Bragantino, fora de casa, no Marcelo Stéfani. Já o São Caetano tenta afastar a má fase diante do Paraná, no Anacleto Campanella.

FICHA TÉCNICA
CEARÁ 1 X 0 SÃO CAETANO

Local: Estádio Castelão, em Fortaleza (CE)
Data: 25 de julho de 2008 (sexta-feira)
Horário: 20h30 (Brasília)
Árbitro: Giulliano Bozzano (DF)
Assistentes: Ubiratan Bruno Viana (RN) e José da Silva Sobrinho (RN)
Cartões amarelos: Glaydson, Dede e Galiardo (São Caetano); William (Ceará)
Cartão vermelho: Galiardo (São Caetano)

Gol: Luiz Carlos, aos 11 minutos do segundo tempo.

CEARÁ: Adilson; Dedé, Fabrício, Dezinho e Fábio Vidal; Michel, Chicão, Cleisson (Mancuso) e Marcos Paraná (William); Vavá e Luiz Carlos.
Técnico: Lula Pereira.

SÃO CAETANO: Júlio Cesar; Neto Gaúcho, Lino e Tobi; Dede, Glaydson (Daniel), Galiardo, Gerson (Luan) e Andrezinho; Vandinho (Tatu) e Finazzi.
Técnico: Gulherme Macuglia


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo