iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

24/07 - 22:27, atualizada às 09:37 25/07

Palmeiras supera desfalques, afunda Santos e volta ao G-4
Falhas defensivas dos times facilitaram os trabalhos dos ataques, mas melhor fase do Verdão fez a diferença

Gazeta Esportiva

 
SÃO PAULO - Palmeiras e Santos vinham de momentos instáveis no Campeonato Brasileiro, mas proporcionaram um clássico com extrema emoção no primeiro tempo. As falhas defensivas de ambos os lados facilitaram os trabalhos dos ataques, mas, no final, a melhor fase do Verdão fez a diferença: vitória por 4 a 2 no Parque Antártica.

O resultado positivo leva o Palmeiras de volta ao G-4 do Campeonato Brasileiro, com 24 pontos, na quarta colocação. Ainda por cima, o campeão paulista mantém a invencibilidade no Palestra Itália e quebra um tabu: não vencia o adversário desde maio de 2005.

O Santos continua, em contrapartida, com apenas 11 pontos, na penúltima colocação do Campeonato Brasileiro. O time da Vila Belmiro segue sem vencer sequer uma partida longe da Baixada.

Na próxima rodada, o Palmeiras tem um compromisso complicado: o confronto direto contra o líder Grêmio, no estádio Olímpico. O Santos segue sua luta para sair da zona de rebaixamento na partida contra o Vasco, na Vila Belmiro. Ambos os jogos acontecem no domingo, às 16 horas.


O jogo
O começo do confronto mostrou que o clássico seria quente. Foram necessários apenas três minutos para um lance polêmico. Leandro bateu falta da esquerda, Diego Souza desviou de cabeça no primeiro pau e Gladstone apareceu por trás da zaga para balançar as redes. O assistente Ednilson Corona acabou com a alegria alviverde e apontou impedimento no lance.

Superior em campo, o Palmeiras gastou apenas mais dez minutos para marcar um gol legal. Alex Mineiro recebeu lançamento de Diego Souza e deu um passe açucarado para Leandro, livre dentro da área, tocar na saída do goleiro Felipe.

A zaga santista estava totalmente perdida em campo. Aos 15 minutos, o Palmeiras encontrou facilidade para chegar ao segundo gol. Alex Mineiro foi contemplado com outro passe de Diego Souza, invadiu a área e tocou no canto direito da meta do Peixe: 2 a 0.

Desajustado, o Santos teve sua primeira oportunidade somente com 27 minutos, em uma jogada de bola parada. Fabão arriscou de longe, Marcos defendeu parcialmente e a bola ficou limpa para Fabiano Eller finalizar novamente. Mesmo caído, o arqueiro do Verdão evitou o gol.

A noite não era mesmo favorável aos santistas. No minuto seguinte, saiu o terceiro dos donos da casa. Em uma nova falta pela direita, Leandro cobrou fechado, Felipe se atrapalhou com a curva da bola e levou o gol por cobertura.

No momento em que já ecoava nas arquibancadas do Palestra Itália o grito de “ão, ão, ão, segunda divisão”, o Santos diminuiu. Aos 34 minutos, Fabão apareceu como atacante na área adversária e cruzou para Kléber Pereira arrematar.

Em um clássico emocionante, o Santos marcou, logo em seguida, seu segundo gol. Aos 37 minutos, Apodi aproveitou os espaços na zaga alviverde e, após passe preciso de Molina, acertou o ângulo direito de Marcos: um golaço.

Os dois gols empolgaram os santistas nas arquibancadas do Palestra. Só que a alegria durou pouco por causa de uma nova falha da zaga visitante, proporcionando o quarto gol do Palmeiras. Aos 44 minutos, em uma outra falta pela direita, Leandro fez o levantamento e Gladstone completou: 4 a 2.

No segundo tempo, o Santos apostou no jovem Maikon Leite na vaga de Molina. Como as defesas melhoraram de rendimento, as chances já não apareciam com tanta facilidade.

A partir dos 20 minutos, o técnico Cuca foi com tudo para o ataque ao colocar o atacante Thiago Luís no lugar do zagueiro Fabiano Eller. A resposta do Palmeiras veio de forma imediata e na mesma moeda, com o meia-atacante Maicosuel na vaga do zagueiro Maurício.

Mas o ímpeto de ambos os lados já não era o mesmo dos 45 minutos iniciais. Desta forma, o Palmeiras controlou o adversário e saiu de campo com sua sétima vitória no Campeonato Brasileiro.

FICHA TÉCNICA (veja como foi lance a lance)
PALMEIRAS 4 X 2 SANTOS

Local: Palestra Itália, em São Paulo (SP)
Data: 24 de julho de 2008, quinta-feira
Horário: 20h30 (de Brasília)
Renda: R$ 571.567,00
Público: 21.338 pessoas
Árbitro: José Henrique de Carvalho (SP)
Assistentes: Ednilson Corona e Marcelo Carvalho Van Gasse (ambos de SP)
Cartões amarelos: Fabão (San), Valdívia (Pal), Maurício (Pal), Apodi (San), Kléber Pereira (San), Marcelo (San), Maikon Leite (San), Leandro (Pal) e Fabiano (San)

GOLS:

PALMEIRAS: Leandro, aos 13 e aos 27, Alex Mineiro, aos 15, Gladstone, aos 44 minutos do primeiro tempo.
SANTOS: Kléber Pereira, aos 34, Apodi, aos 37 minutos.

PALMEIRAS: Marcos; Jéci, Gladstone e Maurício (Maicosuel); Fabinho Capixaba, Jumar, Wendel, Diego Souza (Lenny), Valdívia e Leandro; Alex Mineiro.
Técnico: Vanderlei Luxemburgo

SANTOS: Felipe; Marcelo, Fabão e Febiano Eller (Thiago Luís); Apodi, Adriano (Fabiano), Dionisio, Molina (Maikon Leite) e Kleber; Kléber Pereira e Nelson Cuevas.
Técnico: Cuca


Leia mais sobre: Palmeiras Santos Campeonato Brasileiro

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo