iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

24/07 - 00:01

Botafogo goleia Galo e melhora posição
Na próxima rodada, o Botafogo vai enfrentar o Flamengo no Maracanã enquanto o Atlético Mineiro receberá o Vitória

Gazeta Esportiva

RIO DE JANEIRO - Em partida disputada na noite desta quarta-feira, no Engenhão, pela 14ª rodada do Campeonato Brasileiro, o Botafogo goleou o Galo que segue na zona de rebaixamento.

Com a vitória, o alvinegro carioca chegou aos 18 pontos ganhos e subiu para a 10ª colocação, enquanto o Galo segue apenas na 17ª posição, com 15 pontos ganhos.

Apesar de não ter feito uma grande partida, errando muitos passes, o time dirigido por Ney Franco mereceu a vitória por ter mostrado mais objetividade nos momentos decisivos da partida. Já o Galo teve supremacia técnica na etapa inicial, mas não soube transformar seus bons momentos em gols. No segundo tempo, a equipe mineira sentiu as expulsões de dois jogadores e acabou não resistindo ao Botafogo.

Na próxima rodada, o Botafogo vai enfrentar o Flamengo no Maracanã enquanto o Atlético Mineiro receberá o Vitória no Mineirão.

O Botafogo partiu para o ataque assim que o árbitro apitou o início do jogo. E logo no primeiro lance de área, César Prates cometeu pênalti em jogada com Wellington Paulista. Lúcio Flávio cobrou com categoria para abrir o marcador. O que parecia um começo avassalador do Botafogo foi apenas impressão. O time carioca não conseguiu se impor enquanto o Galo parecia não ter sentido o golpe e mostrou mais desenvoltura em campo, embora não tivesse conseguido chegar ao gol de Castillo em condições de empatar.

Mesmo com maior volume de jogo, a equipe dirigida por Gallo só conseguiu chegar com perigo aos 23 minutos em cabeçada de Renan Oliveira que assustou o goleiro Castillo. O time da casa respondeu com Carlos Alberto que arriscou de fora da área, o goleiro Édson defendeu parcialmente e a zaga salvou quando a bola se encaminhava para o gol.

O Atlético Mineiro voltou a pressionar e assustou a torcida carioca em dois lances. No primeiro, aos 32 minutos, Gedeon tentou encobrir Castillo e colocou para fora e aos 35, o zagueiro Renato Silva impediu que Eduardo concluísse quando estava livre na área. Apesar de ter maior volume de jogo, o Atlético Mineiro não conseguiu criar mais nenhuma chance até o final do primeiro tempo.

O Botafogo voltou com Jorge Henrique e Gil numa tentativa do técnico Ney Franco de melhorar a produção ofensiva da equipe mas o Galo que criou a primeira boa jogada de perigo. Aos nove minutos, Gedeon arriscou de fora da área e Castillo fez boa defesa. Apesar das mudanças, o Botafogo continuava com dificuldades para se ajeitar dentro de campo permitindo que o time mineiro tivesse sempre as melhores iniciativas dentro da partida.

Aos 13 minutos, o Botafogo assustou a defesa mineira pela primeira vez com um chute forte que Édson defendeu. Logo depois, o lateral César Prates que já tinha cartão amarelo, cometeu falta violenta sobre Wellington Paulista e foi expulso, deixando sua equipe com um jogador a menos.

Com um jogador a mais, o alvinegro carioca passou a jogar de forma mais ofensiva e aos 15 minutos, Lúcio Flávio obrigou o goleiro Édson a uma bela defesa em cobrança de falta. Aos 22, o goleiro atleticano aparece bem outra vez em conclusão de Wellington Paulista. Na cobrança do escanteio, a bola sobrou para Triguinho que matou no peito e bateu sem chances para o goleiro atleticano.

O segundo gol tirou a paz dos jogadores do Atlético que passaram a apelar para a violência e Yuri também acabou expulso após atingir Túlio de forma violenta acabando com qualquer chance de reação da equipe mineira. Aos 41 minutos, Carlos Alberto se aproveitou do vacilo da zaga mineira para driblar o goleiro Édson e marcar o terceiro. Aos 44 foi a vez de Gil aparecer para marcar seu primeiro gol com a camisa do Botafogo. Ele entrou na área e encobriu o goleiro Édson, definindo o placar da partida.

Assista também aos melhores momentos da partida

FICHA TÉCNICA
BOTAFOGO 4 x 0 ATLÉTICO-MG - (veja como foi o jogo lance a lance)

Local: Engenhão, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 23 de julho de 2008, terça-feira
Horário: 21h50 (de Brasília)
Árbitro: Leonardo Gaciba (Fifa-RS)
Assistentes: Marcelo Barison (RS) e José Franco Filho (RS)
Cartões amarelos: Thiaguinho, Triguinho, Túlio (Botafogo); César Prates, Márcio Araújo, Serginho, Calisto e Francis (Atlético)
Cartões vermelhos: César Prates e Yuri (Atlético)

Gols: BOTAFOGO: Lúcio Flávio no primeiro minuto da etapa inicial; Triguinho aos 23 minutos e Carlos Alberto aos 41 minutos do primeiro tempo. Gil, aos 44 minutos do segundo tempo.

BOTAFOGO: Castillo; Thiaguinho(Jorge Henrique), Renato Silva, André Luis e Triguinho; Túlio, Diguinho, Lucio Flavio(Leandro Guerreiro) e Zé Carlos(Gil); Carlos Alberto e Wellington Paulista.
Técnico: Ney Franco

ATLÉTICO-MG: Édson; Mariano, Marcos, Vinícius e César Prates; Serginho, Márcio Araújo, Francis(Yuri) e Gedeon; Renan Oliveira (Marques) e Eduardo (Calisto).
Técnico: Alexandre Gallo

Outros jogos:


Leia mais sobre: Botafogo Atlético-MG Campeonato Brasileiro

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo