iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

23/07 - 16:28

São Paulo admite prejuízo da Libertadores, mas quer nova reação
Embalado pelos nove pontos somados nas partidas contra Palmeiras, Vitória e Botafogo, São Paulo lamenta derrota para o Náutico

 

Gazeta Esportiva

SÃO PAULO - Grande meta do São Paulo nas últimas temporadas, a Copa Libertadores tem se mostrado um empecilho para a disputa do Campeonato Brasileiro. O Tricolor do Morumbi tem dedicado, nos últimos anos, boa parte de seu primeiro semestre à conquista da América.

Após o torneio, volta a concentrar suas atenções na disputa do Campeonato Brasileiro.

A estratégia, até aqui, tem se mostrado bastante acertada. Campeão continental em 2005, o time não repetiu o feito nos anos seguintes. No entanto, conseguiu reagir nas edições de 2006 e 2007 do Brasileirão, e faturou o principal título nacional em ambas as ocasiões. Como foi eliminado nas quartas-de-final da Libertadores deste ano, repete a meta por mais um ano.

Pelo menos é o plano do técnico Muricy Ramalho. “O começo para gente não foi bom, porque tínhamos outra competição como prioridade. E como o começo não foi bom, temos que ganhar todos os jogos agora. Não começamos bem, então não tem jogo mais importante que o outro. Temos que ir pra ganhar em todo jogo”, bradou Muricy, após o treino da manhã desta terça-feira.

O meia Hugo concorda com o treinador, e reforça a necessidade de vitória na partida desta quarta-feira contra o Internacional, no Beira-Rio, a partir das 21h50 (horário de Brasília). O jogador acredita ainda que o elenco são-paulino é forte o suficiente para manter a escalada na tabela, tirando rapidamente a diferença de três pontos para o líder Flamengo.

“A Libertadores atrapalhou um pouco. Se começássemos (o Brasileiro) com força máxima, estaríamos entre os primeiros, com certeza”, disse Hugo, otimista. “Acho que, se o São Paulo ultrapassar e chegar à liderança, conseguir uns seis pontos de vantagem, fica difícil pegar a gente. Quando exigido, esse grupo consegue se superar e mostrar seu valor”, aponta.

Embalado pelos nove pontos somados nas partidas contra Palmeiras, Vitória e Botafogo, o São Paulo lamenta apenas o último tropeço sofrido antes da arrancada. “Não poderíamos ter perdido do Náutico. Com todo o respeito ao Náutico, perdemos a chance de somar três pontos. E se perdemos esse jogo, não podemos estar satisfeitos”, esbraveja Muricy Ramalho. “O time que quer ser campeão brasileiro não pode perder fora de casa”, alega.


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo