iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

23/07 - 14:19

Eurico responde às acusações de negociações de promessas da base
Diretoria do Vasco deve promover um estudo para saber quais são as reais condições das categorias de base do clube

Gazeta Esportiva

RIO DE JANEIRO - A atual diretoria do Vasco denunciou, nesta terça-feira, a saída de 11 atletas das categorias de base do clube. De acordo com o presidente Roberto Dinamite, o destino das jovens promessas foi o São Paulo, Atlético-MG e Internacional, a partir de negociações promovidas pelos antigos mandatários do clube e sem compensações para os cofres vascaínos.

Ainda segundo Dinamite, alguns atletas chegaram a ser oferecidos para o Fluminense, mas o diretor Branco negou as propostas e informou ao presidente cruzmaltino o ocorrido. Após as denúncias, o ex-presidente Eurico Miranda veio à público para tentar esclarecer a situação.

“Isso é uma mentira deslavada, própria do desconhecimento total. Eles assumiram e não procuram tomar conhecimento, aparecendo com acusações sérias. Negociação de qualquer jogador de base é uma mentira deslavada. Eu nunca permiti qualquer tipo de negociação de jogador da base”, rebateu o ex-dirigente.

A diretoria do Vasco deve promover um estudo para saber quais são as reais condições das categorias de base do clube e os nomes dos 11 jogadores que deixaram a Colina devem ser divulgados durante a semana. Para Eurico, se a debandada aconteceu, o Vasco e sua ex-diretoria nada tem a ver com o fato.

“Jogadores amadores, com menos de 16 anos, se transferem para qualquer outro clube por vontade deles, por vontade de seus empresários, por causa dessa Lei Pelé. Jogador da base não se negocia, isso é coisa de quem desconhece a legislação”, completou Eurico.


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Vipcomm/Divulgação

Promessas negociadas
ex-presidente Eurico Miranda veio à público para tentar esclarecer a situação

Topo