iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

22/07 - 13:56

Na bronca com Ney Franco, Ferrero deve voltar para a Argentina
O atleta não vem sendo aproveitado pelo técnico e sua última atuação foi na goleada de 5 a 2 sofrida para o Vitória

Gazeta Esportiva

RIO DE JANEIRO - O zagueiro argentino Ferrero deverá anunciar até o fim desta semana a sua saída do Botafogo e voltará a jogar no futebol de seu país. O Tigre, ex-clube do jogador, pode ser seu destino.

O atleta não vem sendo aproveitado pelo técnico Ney Franco e sua última atuação foi na goleada de 5 a 2 sofrida para o Vitória, em Salvador, quando foi um dos piores em campo e fez dois pênaltis. O resultado culminou na demissão de Geninho.

'Existe uma negociação caminhando com um clube da Argentina, mas não sei muito mais do que isso. A minha situação no Botafogo não é das melhores, pois não venho sendo relacionado e existe uma grande indefinição. Não vinha sendo aproveitado pelo Geninho e a situação continua com o Ney Franco', contou Ferrero em entrevista à rádio Brasil, do Rio de Janeiro.

Insatisfeito, o jogador ainda demonstrou uma certa mágoa com o técnico Ney Franco. 'Não venho sendo bem tratado no clube, pois o Ney Franco está há três semanas no Botafogo e ainda não falou comigo. Portanto, acho melhor seguir meu caminho em outro lugar e o técnico do Botafogo fará seu trabalho tranqüilo no clube. Mas por enquanto estou trabalhando normalmente e honrando meu contrato', afirmou Ferrero.

Apesar de estar saindo sem deixar saudades, o argentino diz que gosta do Botafogo. 'Para ficar aqui no Botafogo sem jogar e apenas treinando prefiro buscar meu espaço em outro clube. Respeito a posição do treinador e não estou magoado por não atuar, já que isso é uma questão futebolística. Além disso, estou passando por um problema familiar sério e conversei com a diretoria. Não sou infeliz no Botafogo, mas acho que tudo caminha para a minha saída', explicou.

Além de Ferrero outros jogadores que não vem sendo aproveitados podem deixar o clube. Casos do goleiro Marcos Leandro, do meia Adriano Felício e do atacante Vanderlei. Outros nomes podem ser usados como moedas de troca, como o zagueiro Eduardo e o volante Túlio Souza. Ambos não vivem um bom momento, mas o clube não quer se desfazer deles em definitivo.


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo