iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

22/07 - 09:19

Máfia italiana estaria por trás de proposta de compra da Lazio
Clã Casalesi, braço da Camorra, financiaria oferta feita por Giorgio Chinaglia

Trivela.com

ROMA (Itália) - A Lazio esteve prestes a ser controlada por um braço da máfia italiana. De acordo com autoridades responsáveis pela operação ‘Asas Quebradas’, que investigam o caso, um grupo usaria dinheiro adquirido por suas ações violentas para adquirir o clube romano.

As suspeitas recaem sobre o clã Casalesi, uma das facções da Camorra. A Justiça italiana emitiu dez mandados de prisão contra um grupo de pessoas envolvidas na compra da Lazio, há dois anos. Entre elas, está Giorgio Chinaglia, ex-jogador e presidente do clube, que liderava um consórcio interessado em adquirir a equipe.

Em 2006, Cláudio Lotito, presidente da Lazio, recebeu proteção policial após sofrer ameaças de torcedores radicais. Eles tentavam intimidá-lo para que vendesse o clube a Chinaglia. O ex-presidente, hoje nos Estados Unidos, sempre desmentiu as acusações. No inquérito, os Casalesi estariam por trás da proposta de Chinaglia e financiariam a negociação.

Em sua carreira como jogador, Chinaglia chegou a atuar ao lado de Pelé no New York Cosmos. Os responsáveis pela investigação fizeram escutas telefônicas e interceptaram ligações dele com membros da máfia.


Leia mais sobre: Lazio Futebol internacional

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Reuters

Caso de polícia
A Justiça italiana emitiu dez mandados de prisão contra o grupo envolvido na compra da Lazio

Topo