iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

22/07 - 18:34

Caio Júnior usa liderança de nove rodadas como motivação
"Perguntei aos jogadores: quem é o líder do Brasileiro? Temos isso a nosso favor", disse o treinador

Gazeta Esportiva

RIO DE JANEIRO - Em uma semana, o ambiente no Flamengo mudou. Depois de provar força no Campeonato Brasileiro ao bater o rival Vasco por 3 a 1 e abrir cinco pontos de vantagem na liderança, o time de Caio Júnior perdeu duas partidas consecutivas, ambas por 1 a 0, para Coritiba e Vitória, os cariocas já vêem o segundo colocado Grêmio apenas um ponto abaixo.

Para não fazer com que seu time ceda à pressão e acumule mais uma derrota nesta quarta-feira, quando visita a Portuguesa, o comandante rubro-negro reuniu o elenco no treino dessa terça-feira, que teve boa presença da torcida na Gávea, para relembrar a situação da equipe na tabela.

“Perguntei aos jogadores: quem é o líder do Brasileiro? Temos isso a nosso favor. Não tem motivo para desespero. É complicado. O clube nunca foi líder nos pontos corridos, nossa campanha é excelente. Todo mundo quer vencer o Flamengo, o estádio sempre fica cheio onde jogamos”, justificou o treinador.

Aparentando tranqüilidade, Caio considerou normais os últimos tropeços. “Vão haver oscilações. A competição é muito longa, não tem como manter o mesmo ritmo o tempo. Não é fácil ficar nove rodadas na frente. Uma coisa é certa: ganhar do Flamengo é muito difícil”, assegurou.

E o recado do treinador foi prontamente atendido por seus comandados. “É normal uma queda de rendimento. Quando tínhamos cinco pontos de vantagem, éramos os melhores do Brasil. Depois que perdemos duas partidas mudou tudo? Tem que ter calma, tranqüilidade e não deixar as coisas de fora nos atrapalharem”, pregou Ibson, revelando a programação do time para faturar o Nacional em dezembro.

“Deixamos isso de ‘cavalo paraguaio’ de lado. O Brasileiro é muito competitivo, tem pelo menos 15 times com chance de título. Ainda temos 25 rodadas, precisamos ficar entre os quatro para brigar pelo título”, ensinou o meio-campista.

Diante desta estimativa, a ordem é voltar a vencer no Canindé. “Muitas equipes estão coladas na gente. Isso faz a gente entrar mais ligado e motivado. Vamos respeitar a Portuguesa, mas atacar sempre para ficar com os três pontos”, pediu o zagueiro Ronaldo Angelim.


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo
Contador de notícias