iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

21/07 - 13:07

Obras do estádio de Johanesburgo para Copa de 2010 estão 6 meses adiantadas
As obras do Estádio da Cidade do Futebol de Johanesburgo, uma das sedes da Copa do Mundo da África do Sul de 2010, a primeira a ser realizada no continente africano, estão adiantadas em seis meses, segundo Tim Modise, chefe de comunicação do Comitê Sul-Africano de Organização do evento.

EFE

"O Estádio da Cidade do Futebol já está erguido, já é possível ver seu formato onde há um ano não havia nada", disse Modise à Agência Efe diante das obras do impressionante palco esportivo, que terá capacidade para cerca de 95 mil espectadores.

"O local onde serão realizadas a partida de abertura e a decisão da Copa do Mundo deveria ser entregue à Fifa em outubro ou novembro do ano que vem, mas faremos isso em maio", comemorou Modise.

O dirigente sul-africano se mostrou "impressionado" com o andamento dos trabalhos em Johanesburgo e nas demais de cidades anfitriãs.

Segundo Modise, as palavras de Joseph Blatter, presidente da Fifa, de que a entidade teria um "plano B" caso o país não pudesse organizar a Copa foram "tiradas de contexto".

"Um organizador responsável deve ter um 'plano B' para o caso de acontecer uma catástrofe de grandes dimensões", ressaltou Modise em referência às palavras de Blatter.

"É a primeira competição deste nível realizada no continente africano", lembrou o dirigente, o que segundo ele permite "ter a sensação de que o mundo inteiro está unido, já que o futebol fala vários idiomas".

Nos dois próximos anos, o Governo da África do Sul deve investir 650 bilhões de rands (US$ 84 bilhões) para melhorar, entre outras coisas, a geração de energia, transportes, telecomunicações e educação, e desta quantia, "30 bilhões de rands serão destinados à infra-estrutura do Mundial", disse o Modise.

"A Copa do Mundo deve mudar a percepção das pessoas em relação à África: este não é um continente só de guerras e doenças, caos e aids. Não apenas sobrevivemos, como também somos suficientemente capazes de sediar um Mundial", ressaltou.

Sobre a atuação da seleção local, treinada pelo brasileiro Joel Santana, Modise afirmou que gostaria de ver o país "passando das quartas-de-final" na Copa, apesar de achar o feito "uma montanha difícil de escalar". EFE cho/ev/plc

Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo