iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

20/07 - 20:06

No sufoco, São Paulo vence Botafogo e cola no G-4

Tricolor saiu na frente com Rogério Ceni, de pênalti, depois chegou a ceder o empate, mas foi salvo por Dagoberto no final

Gazeta Esportiva

SÃO PAULO - O São Paulo conquistou uma vitória por 2 a 1, no sufoco, contra o Botafogo na noite deste domingo e encostou na zona de classificação para a Copa Libertadores. O Tricolor abriu o placar com gol de pênalti de Rogério Ceni e chegou a ceder o empate em tento de Carlos Alberto. No entanto, Dagoberto marcou nos minutos finais para garantir o triunfo.

Assim, o time de Muricy Ramalho chegou aos 23 pontos no Campeonato Brasileiro, ultrapassou o rival Palmeiras e ocupa agora a quinta colocação, com a mesma pontuação do Vitória, que tem vantagem nos critérios de desempate. O Botafogo, por sua vez, é o

O Tricolor volta a campo na quarta-feira, quando enfrenta o Internacional, no Beira-Rio. Já o Botafogo atuará no mesmo dia contra o Atlético-MG, no Engenhão.


O jogo
O São Paulo começou a partida impondo um ritmo impressionante para tentar abrir o placar. Logo no primeiro lance do jogo, Éder Luis aproveitou uma bola rebatida pela defesa para soltar um forte chute, mas Thiaguinho tirou quase em cima da linha. No lance seguinte, após cobrança de escanteio, foi a vez de Hugo cabecear com precisão, mas Diguinho salvou o time carioca.

Com uma nova disposição tática, o Tricolor continuou perigoso na frente. Muricy Ramalho colocou o time no 4-4-2, com Jorge Wagner e Hugo na armação, enquanto Éder e Cazumba ocuparam as laterais. Assim, com uma formação ofensiva, o time local voltou a ameaçar, desta vez com Zé Luis, que mandou de cabeça no travessão. O Botafogo, por sua vez, só conseguiu chegar ao ataque aos 14 minutos, quando Wellington Paulista rolou para Zé Carlos, que errou o chute.

Depois de seu primeiro lance na frente, o Botafogo percebeu que o sistema defensivo do Tricolor dava espaços e, assim, ganhou coragem para se arriscar com freqüência no ataque. Desta forma, Zé Carlos recebeu lançamento na área e soltou um foguete, mas Rogério Ceni espalmou.

O time carioca, então, passou a ter mais posse de bola e partiu para o ataque, mas acabou desperdiçando as alternativas que criou na frente. Assim, no momento em que estava pior em campo, o São Paulo conseguiu um pênalti ao seu favor, assinalado pelo árbitro do goleiro Castillo sobre o lateral Cazumba. Assim, aos 34 minutos, Rogério Ceni cobrou com força para abrir o placar. Foi o primeiro gol do capitão são-paulino no Brasileirão.

O jogo continuou aberto, com o Botafogo buscando o ataque e levando os contragolpes do Tricolor, mas não houve mais alteração no placar até o intervalo. As equipes voltaram sem alterações para o segundo tempo, e o jogo continuou com emoções. Aos seis minutos, Wellington Paulista serviu na área para Lucio Flavio, que esperou Rogério cair e deu um leve toque por cima. Com o goleiro batido, Alex Silva apareceu em cima da linha para tirar de cabeça e salvar o Tricolor.

O Botafogo, por sinal, continuou pressionando os donos da casa, e Jorge Henrique desperdiçou boa oportunidade ao receber atrás da zaga e finalizar para fora. Ney Franco, então, tirou o volante Túlio para a entrada do ex-são-paulino Carlos Alberto. Já Muricy tentou fechar o time ao tirar Cazumba e colocar o ex-botafoguense Juninho.

O time carioca continuou buscando o ataque, mas sem conseguir ameaçar efetivamente a meta de Rogério. Assim, Ney tirou o meia Lucio Flavio para promover a entrada do atacante Gil. Do outro lado, Muricy colocou Aloísio no lugar de Éder Luis.

A pressão dos visitantes surtiu efeito aos 33 minutos. Carlos Alberto bateu de longe, a bola desviou em Alex Silva e enganou Rogério Ceni, que não conseguiu evitar o gol de empate do Botafogo. O meia, que foi dispensado pelo Tricolor recentemente, comemorou muito no Morumbi.

No entanto, a torcida do São Paulo teve mais motivos para festejar. Aos 43 minutos, Dagoberto recebeu cruzamento livre e mandou de cabeça para as redes, garantindo o resultado positivo aos donos da casa.

Assista também aos melhores momentos da partida

FICHA TÉCNICA
SÃO PAULO 2 x 1 BOTAFOGO  (Veja como foi o jogo lance a lance)

Local: Estádio do Morumbi, em São Paulo (SP)
Data: 20 de julho de 2008, domingo
Horário: 18h10 (de Brasília)
Árbitro: Leandro Vuaden (RS)
Assistentes: Carlos Berkenbrock (SC) e Claudemir Maffessoni (SC)
Cartões amarelos: André Dias (São Paulo); Castillo (Botafogo)
Público: 17.598 pagantes
Renda: R$ 333.510,00
GOLS: SÃO PAULO: Rogério Ceni, aos 34 minutos do primeiro tempo. Dagoberto, aos 43 minutos do segundo tempo
BOTAFOGO: Carlos Alberto, aos 33 minutos do segundo tempo

SÃO PAULO: Rogério Ceni, Éder, André Dias, Alex Silva e Cazumba (Juninho); Zé Luis, Hernanes, Hugo e Jorge Wagner; Dagoberto (Jean) e Éder Luis (Aloísio)
Técnico: Muricy Ramalho

BOTAFOGO: Castillo; Thiaguinho, Renato Silva, André Luis e Triguinho; Túlio (Carlos Alberto), Diguinho, Lucio Flavio (Gil) e Zé Carlos (Lucas Silva); Jorge Henrique e Wellington Paulista
Técnico: Ney Franco

Outros resultados:


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo