iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

20/07 - 19:10

Dirigentes do Inter disparam contra arbitragem em Recife
A principal reclamação colorada é em relação ao lance do pênalti em que saiu o gol do Timbu

Gazeta Esportiva

RECIFE - O empate por 1 a 1 com o Náutico teve sabor de vitória para o Internacional, que só conseguiu a igualdade no fim do jogo através de Nilmar. Para os dirigentes do clube, porém, o time poderia retornar a Porto Alegre com um resultado melhor na bagagem se não fosse os erros cometidos pelo árbitro paulista Rodrigo Marins Cintra.

A principal reclamação é em relação ao lance do pênalti em que saiu o gol do Timbu. Uma infração supostamente não marcada sobre Marcão ainda no primeiro tempo também irritou os gaúchos. “A arbitragem está nos prejudicando muito. Não foi marcado um pênalti claro sobre o Marcão no primeiro tempo e ele ainda recebeu o cartão amarelo que o deixou de fora da próxima partida”, criticou o presidente Vitório Piffero.

“Além disso, estão sendo marcados muitos pênaltis contra o Inter nos últimos jogos. Tudo isso está nos atrapalhando muito. De qualquer maneira, o Inter jogou bem, reagiu após o gol de pênalti e foi em busca do empate. Por pouco não viramos o placar', amenizou.

O vice de futebol do clube colorado, Giovanni Luigi, seguiu a linha do mandatário. 'A arbitragem teve erros que determinaram o resultado da partida, seja no pênalti não marcado sobre o Marcão e o inexistente assinalado contra o Inter. Mas o positivo é que o time mostrou maturidade ao buscar o resultado adverso fora de casa. Poderíamos ter vencido, especialmente pelo rendimento na primeira etapa', analisou o dirigente.

O empate com o Náutico nos Aflitos aumentou para seis o número de jogos de invencibilidade do Internacional no Campeonato Brasileiro. Na sétima colocação, com 19 pontos, o time volta a campo na próxima quarta-feira, quando duela com o São Paulo no Beira-Rio.


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo