iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

19/07 - 10:37

Benazzi quer Lusa com 50% de aproveitamento no fim do turno

Técnico da Portuguesa busca ao menos 13 pontos nos próximos sete jogos do seu time

Gazeta Esportiva

SÃO PAULO - Começando a 13ª rodada do Campeonato Brasileiro em 14º lugar, com 15 pontos, Vágner Benazzi quer ver a Portuguesa mais bem colocada quando o primeiro turno terminar. Com a meta de chegar à zona de classificação da Libertadores no final do torneio, o técnico faz um pedido alto a seus comandados: conquistar ao menos 13 pontos nos próximos sete jogos.

Para conscientizar seus atletas, o treinador rubro-verde conversou por meia hora nessa sexta-feira com todo o elenco. E indicou a missão a cada um dos membros do elenco, que se recuperou de uma seqüência de quatro jogos sem vitória ao bater o Náutico de virada na quarta-feira.

“Falei para eles que faltam sete rodadas para terminar o turno e quero que eles, nesses difíceis jogos contra Flamengo, Ipatinga, São Paulo, Fluminense, Cruzeiro, Sport e Goiás, se dediquem para conquistar um número de pontos para facilitar um bom primeiro turno e chegar lá na frente. Vamos lutar para conseguir um aproveitamento de 50%, que é bom para um primeiro turno”, estimou.

Com base no aproveitamento atual, se conquistar metade dos pontos em disputa até o final da competição, a Lusa fica somente entre os oito primeiros colocados, ficando com a vaga na Sul-americana. Ninguém esconde que esta classificação é satisfatória no Canindé. Mas Benazzi reforça: terminar no G-4 é possível.

“A meta é sempre essa, estar na frente. Outras equipes, por terem feito mais investimento, se acertaram para brigarem pelos primeiros lugares, mas quem disse que por isso não podemos chegar? Vi muito time até ser campeão, inclusive em outros paises, investindo menos”, relembrou.

De qualquer maneira, a ordem é, ao menos, fugir do rebaixamento. Ninguém quer voltar a viver pressão parecida com a que a torcida fez no último jogo, revoltada por ver o time que estava a apenas dois pontos da faixa da degola.

“Nós só não queremos ficar naquele espaço da tabela em que a torcida, mesmo faltando 27 jogos, faz pressão pelos cinco anos que passou na Série B. E é uma pressão que outras equipes não têm na mesma situação”, comentou Benazzi.

Banco motivado – Para atingir o ousado objetivo de ir para a Libertadores, o técnico também reforçou em sua conversa com os jogadores a utilidade que jogadores pouco aproveitados terão nesta maratona com duas partidas por semana.

“Teremos muitos desfalques por lesão, suspensão. Falei para quem está de fora estar pronto, para poder jogar no limite, dar conta do recado e sermos felizes. É importante que todos estejam puxando a corda para o mesmo lado”, pediu.


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo