iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

18/07 - 13:58

Com Lopes ameaçado, Tita é especulado em São Januário
Uma derrota para o rival Flamengo e um empate em casa com o Goiás complicaram a situação do técnico no Vasco

Gazeta Esportiva

RIO DE JANEIRO - Além de receber as vaias da torcida, Antônio Lopes também tem seu trabalho contestado por parte da diretoria, que já pressiona Roberto Dinamite para demitir o treinador, que tem uma multa rescisória de quase R$ 500 mil.

Experiente, Lopes garante não temer a pressão, mas poderá entregar o cargo no domingo, em caso de insucesso diante do Atlético-PR, na Arena da Baixada, em Curitiba. Na última quinta-feira, o técnico se reuniu com Roberto Dinamite após o jogo com o Goiás, mas ganhou sobrevida no clube. O vice-presidente de futebol, Manoel Fontes, o Neca, adota um político ao falar do assunto.

“A permanência de um treinador no Brasil é muito vulnerável e está diretamente ligada a resultados. Mas por enquanto o professor Lopes continua no cargo e não tem nada de concreto para ele sair” afirmou Neca, em entrevista à rádio Brasil.

Mas caso Lopes venha mesmo a deixar o Vasco, a diretoria já tem até um nome em pauta para substituí-lo. Trata-se de Tita, que mantém bom relacionamento com Roberto Dinamite, com quem atuou no próprio Vasco na década de 80. O nome também é bem visto por outros membros da cúpula cruzmaltina.

E, como fator inusitado, Tita começou a carreira de técnico fazendo estágio com o próprio Antônio Lopes, no Vasco, em 1999. O treinador ainda dirigiria o clube de São Januário no ano seguinte.

O último clube dirigido por Tita foi o Macaé-RJ no Campeonato Carioca, quando conseguiu classificar a equipe para a Série C do Brasileiro. Porém, o técnico deixou a equipe após desentendimento com dirigentes.

Outro que também estava bem cotado em São Januário era Emerson Leão, mas o treinador acertou recentemente uma transferência para o Catar, onde irá comandar o Al Sadd, o que inviabiliza sua possível contratação. Já Cuca pode virar opção, caso não continue no Santos.

Mas enquanto convive com a pressão e com as especulações sobre sua saída, Antônio Lopes garante que segue conversando com a diretoria para que reforços possam desembarcar o mais rapidamente possível em São Januário.

“O presidente e a diretoria sabem do que a gente precisa e estão trabalhando para isso. Mas não gosto de ficar falando de contratações e reforços, enquanto não tem nada concretizado, pois isso só atrapalha”, comentou o treinador.


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo