iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

17/07 - 17:25

Para Ronaldinho, brasileiros do Milan irão ajudá-lo na adaptação
Ronaldinho já tem um acordo com o Milan para disputar os Jogos Olímpicos de Pequim em agosto, e não esconde a ansiedade com a oportunidade dada pelo técnico Dunga

Gazeta Esportiva

MILÃO (Itália) - Ronaldinho Gaúcho é o sexto brasileiro a se integrar ao elenco do Milan para a próxima temporada. Mesmo sem o atacante Ronaldo e os laterais Cafu e Serginho, que não tiveram seus contratos renovados, o clube italiano ainda conta com o goleiro Dida, o zagueiro Digão, o volante Emerson, o meia Kaká e o atacante Alexandre Pato.

Por isso, Ronaldinho acredita que não deverá ter muitas dificuldades para se adaptar com os novos companheiros. Com Kaká, por exemplo, o novo reforço milanista espera conseguir reeditar as boas apresentações que fez na seleção brasileira nos últimos anos.

“É uma grande alegria poder jogar com Kaká, que considero um dos melhores jogadores do mundo e um grande amigo. Tenho grandes amigos no Milan, e não creio que terei quaisquer problemas de adaptação. Com Kaká, particularmente, jogamos muitas vezes na seleção brasileira e conquistamos importantes vitórias”, disse Ronaldinho, em entrevista coletiva nesta quinta.

O retorno à seleção brasileira, por sinal, tem sido bastante esperado pelo ex-camisa dez do Barcelona. Ronaldinho já tem um acordo com o Milan para disputar os Jogos Olímpicos de Pequim em agosto, e não esconde a ansiedade com a oportunidade dada pelo técnico Dunga.

“O Brasil nunca conquistou o título do futebol nas Olimpíadas. Por isso, disputar será importante para mim”, disse o brasileiro, que terá a companhia de Alexandre Pato em Pequim.

Curiosamente, o Milan vetou a participação de Kaká nos Jogos Olímpicos, por entender que já cedia o jogador para compromissos da seleção principal. Por outro lado, o zagueiro Digão (irmão de Kaká) foi liberado pelo clube italiano, mesmo estando de fora dos planos do técnico Dunga.


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo