iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

17/07 - 20:09

Palmeiras quer enfim ser regular para chegar à ponta

"Nosso primeiro objetivo era estar na posição da Libertadores", disse Sandro Silva

Gazeta Esportiva

SÃO PAULO - Uma seqüência de elogios e outra de cobrança. Esta tem sido a vida do Palmeiras neste Campeonato Brasileiro.

Após 12 rodadas, o time aparece bem na tabela, em quarto lugar, a cinco pontos do líder Flamengo, que tem um jogo a menos. Os comandados de Vanderlei Luxemburgo, entretanto, sabem que poderiam figurar melhor se oscilassem menos.

Depois de voltar a atuar bem e colocar fim a um jejum de três jogos sem vitória ao bater o Fluminense por 3 a 1 nessa quarta-feira, a equipe coloca uma meta: todos têm que manter o nível do último duelo no Palestra Itália e finalmente embalar para continuar sonhando com o título.

“A gente não pode fazer um jogo bom e depois cair de produção, como já aconteceu. A atenção precisa ser redobrada. Precisamos começar a ter regularidade e manter esse mesmo nível para as próximas rodadas, pede o capitão Marcos, que chamou atenção dos companheiros após a apatia nas últimas rodadas. Parece ter dado certo.

“A intenção é manter a mesma linha de ontem. Jogamos muito bem contra o Fluminense, que é uma grande equipe. E para ser campeão nós temos que ter regularidade”, analisa Denílson, reforçando a confiança de que o Verdão tem condições de chegar ao penta no Brasileirão. “Temos que secar nossos concorrentes. Mas, se jogarmos como ontem (quarta-feira), estaremos lá na frente”, prevê Sandro Silva.

A maturidade que os alviverdes demonstram tem também uma dose de cautela em relação a roubar o primeiro lugar do Flamengo o mais rápido possível. De volta à zona de classificação da Libertadores depois de três rodadas, o clube quer primeiro se manter no G-4.

“Temos que dar um passo de cada vez. Nosso primeiro objetivo era estar na posição da Libertadores, e conseguimos. Agora, temos que pensar em ser campeão”, diz Sandro Silva. “Estamos perto dos primeiros lugares e queremos continuar assim, mas sem deixar de olhar para trás. Quem está atrás da gente tem um, dois pontos a menos e uma derrota nesse momento seria muito ruim”, avisa Denílson.

E este tropeço que o meia-atacante quer evitar não pode acontecer logo neste domingo, no duelo contra o Goiás no Serra Dourada. Para isso, a meta é superar as dificuldades que tem encontrado longe do Palestra Itália – o Palmeiras venceu apenas uma vez como visitante, contra o Vasco.

“É importante somar pontos fora de casa. A equipe até o momento não vem bem fora de casa. Para melhorar isso, de repente seja melhor o Palmeiras jogar mais atrás, esperando a iniciativa do Goiás. Talvez seja melhor mudar um pouco a forma de jogo, porque o time do Palmeiras é muito leve”, sugere Denílson.

De qualquer maneira, a ordem é, ao menos, manter o empenho mostrado contra o Flu. “No Campeonato Brasileiro não existe jogo fácil, por isso a concentração e a regularidade precisam estar presentes nesse momento. Se a gente conseguir manter essa mesma determinação, será um passo enorme. O adversário sempre vai ter dificuldade de vencer o Palmeiras quando atuarmos dessa maneira”, finaliza Marcos.


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo