iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

17/07 - 12:45

Fernandes achou injusto empate do Furacão

"Foi um castigo grande", disse o treinador, se referindo ao gol tomado no final so segundo tempo

Gazeta Esportiva

BELO HORIZONTE - Depois da derrota por 1 a 0 para o Cruzeiro, no Mineirão, restou ao Atlético Paranaense lamentar as chances perdidas e novamente um gol tomado no final da partida Para o técnico Roberto Fernandes, o resultado foi injusto depois de uma partida quase perfeita taticamente, mas também deu méritos à paciência da Raposa.

“Foi um castigo grande. No momento em que o Atlético passa é preciso ter tranqüilidade”, afirmou o treinador, que não contava com uma noite tão inspirada do goleiro adversário. “A melhor reposta que posso dar é que o melhor em campo, escolhido pela imprensa, foi o Fábio, goleiro do Cruzeiro”, completou.

Com pressão da torcida, que já pediu sua queda, o comandante rubro-negro garante estar tranqüilo com sua situação, mas preocupado com os jogadores mais jovens. “O problema não é o Roberto. O problema é saber que tem uma equipe jovem e não vai contar com nenhum dos jogadores que estão fora. O grupo é esse. No banco de reserva, só tem garotos. Se você der mais pressão do que já estão tendo, fica difícil tirar força pra sair disso aí”, concluiu.


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo