iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

16/07 - 09:56

Presidente nega insatisfação de Robinho no Real

Especulações têm colocado o atacante brasileiro como provável reforço do Chelsea, de Felipão

Gazeta Esportiva

MADRI (Espanha) - Enquanto a imprensa européia coloca Robinho cada vez mais perto do Chelsea de Luiz Felipe Scolari, o presidente do Real Madrid, Ramón Calderón, desmentiu as notícias de que o atacante deseja seguir para o time londrino por estar insatisfeito com a diretoria merengue. ''Não tem novidades no tema Robinho, porque o jogador não está descontente no clube'', garantiu o dirigente.

Em reunião na última segunda-feira, o jogador da seleção brasileira reclamou dos rumores de que seria usado como moeda de troca na negociação por Cristiano Ronaldo, do Manchester United, e teria cobrado um aumento salarial para ficar em Madri.

Sobre o pivô da polêmica com o ex-santista, Calderón novamente demonstrou interesse na contratação de Ronaldo, mas ressaltou que o Manchester já avisou que o atleta português não está à venda. “Se ele quiser vir, estaremos atentos, desde que seja por um preço razoável'', completou o presidente do Real.

Para ter Robinho, o Chelsea cogita oferecer até 60 milhões de euros (cerca de R$ 153 mi). O time espanhol, porém, só deve liberá-lo mediante pagamento da mula rescisória de 150 milhões de euros (R$ 384 mi) se não trouxer Ronaldo. ''Acredito que o Robinho vale muito mais que 60 milhões de euros”, disse Calderón sobre a suposta oferta dos londrinos.

Apesar das muitas especulações, o Real Madrid ainda não acertou com reforços para a próxima temporada, diferentemente do arqui-rival Barcelona. O assunto não preocupa Calderón. ''Devemos estar satisfeitos de não precisar de contratações. O plantel foi reforçado nos últimos dois anos, é jovem e comprometido'', concluiu o dirigente.


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo