iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

16/07 - 23:59

Cruzeiro vence Furacão com mais transpiração que inspiração
Novamente a Raposa garantiu a vitória no final do jogo, dessa vez com um gol de Elicarlos aos 40 do segundo tempo

Gazeta Esportiva

BELO HORIZONTE - O Cruzeiro venceu o Atlético-PR por 1 a 0 na noite desta quarta-feira e se isolou na vice-liderança do Brasileirão. A Raposa chega a 24 pontos, dois a mais que o Grêmio, que empatou com o Sport por 2 a 2. Já o Furacão caiu para a 15ª posição, com apenas 13 pontos na competição.

Antes da partida, o Cruzeiro sofreu baixas importantes. Espinoza e Wagner sentiram dores musculares e foram poupados da partida, não ficando nem no banco de reservas. Thiago Martinelli e Bruno herdaram suas posições. Substituindo os suspensos Charles e Weldon entraram Camilo, que atuou como lateral-direito, e Jajá.

Com a opção por um atacante mais leve como Jajá, o Cruzeiro ficou sem um jogador de referência dentro da área. Era tudo que o Atlético-PR queria. Fechados na marcação com três zagueiros e com a linha média recuada, os rubro-negros conseguiram manter os celestes longe do gol.

No contra-ataque, o Atlético-PR criou suas melhores chances. Por duas vezes, Joãozinho lançou Ferreira em posição de perigo. Na primeira, o chute saiu prensado, e Fábio fez grande defesa. Na segunda, o colombiano cortou o goleiro, mas perdeu o ângulo e bateu para tiro de meta.

Enquanto isto, o Cruzeiro mantinha maior presença ofensiva, mas não levava perigo real. As tentativas se resumiam a cruzamentos e a chutes de fora da área, mas Galatto não fez nenhuma intervenção decisiva.

Nenhum dos treinadores fez alterações no intervalo, mas o Cruzeiro conseguiu chegar perto do gol já no início da segunda etapa. Aos sete minutos, Guilherme enfiou para Ramires, que chutou forte, mas Galatto defendeu; no rebote, Fabrício bateu para fora. Aos 11, Ramires cruzou da esquerda e Bruno perdeu um gol incrível na pequena área.

Preocupado, Roberto Fernandes lançou-se mais ao ataque, colocando Anderson Aquino no lugar do amarelado Julio dos Santos. Aos 19, o próprio Anderson Aquino obrigou Fábio a fazer grande defesa; no rebote, Marquinhos Paraná se atrapalhou com a bola na pequena área e quase fez um antológico gol contra.

Pouco depois, o comandante rubro-negro pôs Douglas Maia no lugar de Joãozinho, voltando a fechar-se na defesa. O Cruzeiro voltou a ocupar o campo ofensivo e teve boa chance numa cobrança da falta, aos 32 minutos. Jadílson chutou no travessão e, no rebote, com o gol aberto, Reinaldo cabeceou por cima.

O castigo do Atlético-PR tardou, mas não falhou. Na base do abafa, o Cruzeiro chegou ao gol aos 40 minutos. Após uma bola alçada na área, Elicarlos chutou duas vezes e, com desvio da defesa, marcou seu primeiro gol com a camisa celeste.

Na próxima rodada, o Cruzeiro enfrenta um concorrente direto na busca pelas primeiras posições. O jogo contra o Grêmio é no sábado, em Porto Alegre. Já o Atlético-PR volta a jogar em sua casa. Recebe o Vasco, no domingo.


FICHA TÉCNICA
CRUZEIRO 1 X 0 ATLÉTICO-PR -
(Veja como foi o jogo lance a lance)

Local: Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Data: 16 de julho de 2008, quarta-feira
Horário: 21h45 (em Brasília)
Árbitro: André Luiz Castro (GO)
Assistentes: Flávio Gilberto Kanitz (GO) e Marco Antônio Moreira (GO)
Cartões amarelos: Ramires, Fabrício (Cruzeiro), Julio dos Santos, Nei e Anderson Aquino (Atlético-PR)
Gols: CRUZEIRO: Elicarlos, aos 40 minutos do segundo tempo.

CRUZEIRO: Fábio; Camilo (Elicarlos), Thiago Heleno, Thiago Martinelli e Jadílson; Fabrício, Marquinhos Paraná, Ramires e Bruno (Reinaldo); Guilherme e Jajá (Gerson Magrão)
Técnico: Adilson Batista

ATLÉTICO-PR: Galatto; Antônio Carlos, Rhodolfo e Danilo; Douglas Maia, Alan Bahia, Valencia, Julio dos Santos (Anderson Aquino) e Márcio Azevedo (Wallyson); Ferreira e Joãozinho (Douglas Maia)
Técnico: Roberto Fernandes

Outros jogos:


Leia mais sobre: Cruzeiro Atlético-PR Campeonato Brasileiro

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo