iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

15/07 - 11:05

Hernanes vê duelo decisivo como arma para embalar

"A gente costuma crescer em partidas decisivas e agora teremos mais uma", disse o volante

Gazeta Esportiva

SÃO PAULO - Depois de acabar com uma série de três jogos sem vitória no clássico contra o Palmeiras, o São Paulo está pronto para entrar definitivamente na briga pelo título brasileiro da temporada.

O fato de ter pela frente mais um adversário complicado na seqüência da competição – o Vitória-BA, em Salvador -, não é, para o volante Hernanes, motivo de preocupação para o atual bicampeão nacional.

O jogador lembrou que o São Paulo costuma se dar bem contra adversários diretos e que neste Brasileiro acumula duas vitórias (Flamengo e Palmeiras) e um empate (Cruzeiro) contra três dos favoritos ao título da competição.

“Essa tem sido a nossa tônica. Ano passado, em jogos decisivos, nosso time sempre foi bem. A gente costuma crescer em partidas assim e agora teremos mais uma. Vamos nos preparar bem e esperamos vencer esse jogo difícil e importante”, declarou o volante, que completará 100 partidas como profissional no duelo de quarta-feira, no Barradão.

O técnico Muricy Ramalho concordou com a opinião do volante: “O São Paulo jogou bem contra o Palmeiras, jogou bem contra o Cruzeiro, contra o Flamengo. O time tem experiência para isso. Agora é um jogo importante, pois o Vitória está bem. Esperamos um jogo difícil, mas não é um absurdo jogar como jogamos contra o Palmeiras”, alertou.

O excelente aproveitamento que o rubro-negro baiano traz em seus domínios na atual competição nacional, com cinco vitórias em seis jogos disputados (perdeu apenas do Cruzeiro), também não assusta os tricolores.

Hernanes acredita que o Tricolor poderá deixar Salvador com os três pontos. E usa sua própria estatística para se apoiar. “Em novo jogos no Barradão, o São Paulo ganhou quatro e o Vitória cinco. Será uma partida difícil, mas vamos tentar embalar e conseguir mais uma vitória no campeonato para tentar chegar entre os quatro primeiros”, concluiu.


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo