iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

15/07 - 21:15

Cruzeiro x Atlético-PR: duelo vale tranqüilidade aos treinadores

Equipe mineira quer manter-se próxima dos líderes, enquanto o Furacão espera, enfim, embalar

Gazeta Esportiva

O Cruzeiro recebe o Atlético-PR na noite desta quarta-feira, às 21h45, buscando quebrar um tabu que já incomoda. Nos últimos oito jogos das duas equipes pelo Campeonato Brasileiro, foram quatro empates e quatro vitórias rubro-negras.

Apesar disto, o mando de campo e a campanha deste ano dão ao Cruzeiro certo favoritismo para esta partida.

A Raposa está na segunda colocação, praticamente empatada com o Grêmio, e busca reduzir a vantagem de cinco pontos conquistada pelo líder Flamengo nestas 11 primeiras rodadas. Já o Atlético-PR ainda não arrancou na competição. Na 13ª posição com treze pontos, está fora até da zona de classificação para a Sul-americana.

Do lado do Cruzeiro, no entanto, o clima não é tão bom quanto sugere a posição na tabela. Na última partida, mesmo vencendo o clássico contra o Atlético-MG, o técnico Adilson Batista foi hostilizado por colocar Jonathan no lugar de Jadílson para reforçar a marcação nas laterais. Contudo, esta alteração não acontecerá nesta quarta, pois Jonathan recebeu o terceiro amarelo, assim como o volante Charles e o atacante Weldon.

Se a suspensão de Jonathan não chega a ser um desfalque, por se tratar de um reserva, Charles e Weldon são ausências importantes. Seus substitutos, que só serão anunciados já no vestiário, mudarão a característica dos dois setores do time. No meio-campo, duas alternativas são Elicarlos e Henrique, ambos mais defensivos que Charles. No ataque, Reinaldo assume a vaga de Rômulo, que viajou a Portugal para resolver questões de passaporte.

Em campo, os jogadores do Cruzeiro prometem que vão estar ligados, sempre respeitando os adversários. Ramires, herói da vitória no clássico de domingo com um gol nos acréscimos, pede atenção para o outro Atlético, o Paranaense. “É outro adversário difícil. Em seguida, vamos ter o Grêmio, em Porto Alegre. Então, é ligarmos nestes jogos, que os resultados serão favoráveis”, garante.

Pelo Furacão, o técnico Roberto Fernandes luta para manter seu emprego e, para isso, precisa da vitória fora de casa para compensar os tropeços dentro da Arena da Baixada. Para isso, deve manter o esquema tático, mas espera contar com melhor sorte e, principalmete, mais atenção do time nas bolas paradas da Raposa.

'Eu optei pela mudança para o 3-5-2 a partir da saída do Valência. Nós treinamos várias opções e tentamos mandar a campo aquela formação que mostrou o melhor rendimento durante a semana. A gente pode optar por manter este esquema, por que a gente pode tentar jogar no contra-ataque. Dentro de casa ou não, independente do sistema de jogo, o Atlético tem que tomar a iniciativa', garantiu.

A única novidade do time em relação ao empate diante do Internacional é a volta do zagueiro Danilo, que entra naturalmente no lugar de Chico. Na lateral-direita, Douglas Maia pode continuar improvisado, já que foi um dos destaques do time. O ataque novamente deve ser formado por Ferreira e Joãozinho, já que Fernandes quer dar ritmo de jogo à dupla.

FICHA TÉCNICA
CRUZEIRO X ATLÉTICO-PR

Local: Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Data: 16 de julho de 2008, quarta-feira
Horário: 21h45 (em Brasília)
Árbitro: André Luiz Castro (GO)
Assistentes: Flávio Gilberto Kanitz (GO) e Marco Antônio Moreira (GO)

CRUZEIRO: Fábio; Marquinhos Paraná, Thiago Heleno, Espinoza e Jadílson; Fabrício, Elicarlos (Henrique), Ramires e Wagner; Guilherme e Reinaldo
Técnico: Adilson Batista

ATLÉTICO-PR: Galatto; Antônio Carlos, Rhodolfo e Danilo; Douglas Maia, Alan Bahia, Valencia, Julio dos Santos e Márcio Azevedo; Ferreira e Joãozinho
Técnico: Roberto Fernandes


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo