iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

15/07 - 09:54

Após reunião, Robinho fica mais longe do Real
O brasileiro exigiu ganhar o dobro de seu salário atual, que gira em torno dos 2 milhões de euros

Gazeta Esportiva

MADRI (Espanha) - Com proposta de transferência para o Chelsea de Luiz Felipe Scolari, o atacante Robinho só ficará no Real Madrid se acertar um novo contrato antes do início da próxima temporada. Segundo o jornal espanhol Marca , o brasileiro exigiu ganhar o dobro de seu salário atual, que gira em torno dos 2 milhões de euros, ou R$ 5,1 milhões anuais, para ficar.

O pedido teria sido feito em uma tensa reunião na noite da última segunda-feira, quando o jogador, acompanhado de seu agente, Wagner Ribeiro, solicitou aos dirigentes merengues a liberação para as Olimpíadas de Pequim. Robinho tem contrato até 2010 com o Real, mas sentiu-se desvalorizado com as notícias de que seria envolvido em uma troca com Cristiano Ronaldo, do Manchester United, e cobrou o aumento salarial para não ir ao Chelsea.

Caso não acerte com Ronaldo, porém, o Real promete dificultar a transferência do ex-santista para a Inglaterra. Segundo a imprensa inglesa, os londrinos estão dispostos a oferecer até 60 milhões de euros (R$ 153 milhões) pelo atacante, mas a diretoria da equipe espanhola só o libera mediante pagamento da multa rescisória de 150 milhões de euros (cerca de R$ 384 mi).

Em contato com a imprensa espanhola, Robinho admitiu que tem vontade de ir para o Chelsea. “Seria um sonho trabalhar com Felipão, que é um dos melhores do mundo. Eu sempre falei bem dele e ele sempre me elogiou, desde bem antes de assumir o Chelsea. Em 2003, quando eu ainda era desconhecido na Europa, me convidou para uma partida beneficente. Foi um convívio breve, mas o suficiente para ver seu estilo e caráter', afirmou ele.

Wagner Ribeiro, por sua vez, confirmou a existência de uma proposta dos ingleses, mas admitiu que a provável transferência custará a vaga de Robinho nas Olimpíadas, já que o Chelsea não iria liberá-lo para Pequim. Em litígio com o Real Madrid, o brasileiro retornou para o seu país natal após a reunião desta segunda-feira e espera a definição do futuro.

No que depender de Bernd Schuster, técnico do time merengue, o atacante continuará no futebol espanhol. “A saída de Robinho seria uma baixa sentida. Trata-se de um jogador importante para mim e para todos. Esperamos que fique”, resumiu o treinador alemão, que defendeu o brasileiro na última temporada nos momentos em que o atleta foi questionado.


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo