iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

13/07 - 19:36

Borges pára por três semanas, mas comemora “milagre”

"Quando dividi com o Gladstone e caí no chão, o osso do meu braço saiu do lugar", comentou

Gazeta Esportiva

O São Paulo não poderá contar com os gols do atacante Borges pelas próximas três semanas. O jogador deixou o Morumbi neste domingo, após o clássico contra o Palmeiras, com suspeita de fratura no cotovelo esquerdo e já está vetado pelo departamento médico pelas próximas três semanas.

“Teremos que fazer a imobilização com uma tipóia e iniciar o tratamento básico para luxação até sabermos se houve ou não fratura. O prognóstico inicial é de três a quatro semanas de recuperação”, explicou o superintendente de Futebol do clube, Marco Aurélio Cunha, que também é médico do Tricolor.

Segundo Cunha, o jogador, que foi encaminhado direto para o Hospital 9 de Julho, onde passará por exames radiológicos, poderá iniciar os trabalhos físicos e fisioterápicos no Reffis em um prazo menor, mas sem o contato com a bola.

Ao deixar o Morumbi com o braço lesionado apoiado em uma tipóia, o vice-artilheiro são-paulino na temporada, com 16 gols, ainda encontrou forças para comemorar o que ele mesmo classificou como “milagre”.

“Quando dividi com o Gladstone e caí no chão, o osso do meu braço saiu do lugar. Para mim foi um milagre eles terem conseguido colocá-lo de volta no lugar lá nos vestiários”, declarou, agradecendo à eficiência do departamento médico tricolor.

Borges admitiu que ainda sente muitas dores no local, mas mostrou confiança em retornar aos campos antes do prazo de três a quatro semanas estabelecido pelos médicos do Tricolor.

“Dei trabalho para o (José) Sanchez (médico do clube), pois não sabia se gritava ou se chorava. Espero voltar logo, mas tudo dependerá do que encontrarem nos meus exames”, finalizou o goleador.


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo