iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

12/07 - 20:08

No duelo contra crise, Cuca reencontra Botafogo do estreante Ney

O técnico santista verá do outro lado o seu ex-time, que também está em situação delicada

Gazeta Esportiva

SANTOS - Quando deixou o Botafogo no dia 29 de maio, o técnico Cuca não poderia imaginar que reencontraria o Alvinegro carioca em tão pouco tempo e com ambos vivendo uma situação ainda mais delicada do que a que gerou seu pedido de demissão. Mas é justamente em crise que os dois vão se ver novamente neste domingo, às 16h, em duelo de alvinegros na Vila Belmiro.

Cuca ainda não conseguiu vencer em seu novo clube e, com sete pontos, figura na zona de rebaixamento. Faixa em que o Botafogo, com quatro pontos a mais, vem flertando. No meio de semana, as duas equipes amargaram resultados ruins. O Peixe, em casa, ficou no 1 a 1 com o Grêmio. Já o Glorioso, em Salvador, foi goleado pelo Vitória por 5 a 2, resultado que custou o cargo de Geninho, já substituído por Ney Franco, estreante do domingo.

Em situação ainda mais complicada do que os visitantes, o Santos que ser utilizar da Vila Belmiro para que finalmente triunfe sob o comando de Cuca. “Será um jogo muito complicado, porque os dois times precisam muito do resultado. Porém, vamos jogar em casa, onde não podemos mais ficar perdendo pontos. Contamos com o apoio dos nossos torcedores, um voto de confiança, pois apesar de os resultados não estarem aparecendo, vontade não tem faltado”, convocou o lateral-direito Apodi.

E para vencer e iniciar uma escalada de saída da zona de rebaixamento, o técnico preparou mudanças. O time deve entrar em campo no esquema 4-3-3, abandonando a formação com três zagueiros.

Em relação à escalação, o volante Rodrigo Souto, suspenso pelo terceiro cartão amarelo, será a única ausência do Alvinegro praiano, e deixa a vaga com Roberto Brum que faz sua estréia no Peixe. Outro que pode debutar contra o Botafogo é o paraguaio Cuevas, mas inicia apenas como opção.

Além da mudança de esquema tático, Cuca também altera o sistema ofensivo. Insatisfeito com o rendimento de Kléber Pereira, que não marca gol há oito rodadas, o treinador deixará o medalhão no banco de reservas. Desta forma, Lima joga ao lado de Tiago Luís e Maikon Leite.

Com o time definido, o atual comandante santista reconhece que enfrentar os cariocas é especial para ele, pois ficou dois anos no clube e ganhou reconhecimento como treinador. Mas garante que não vai medir esforços para conquistar os três pontos.

“Tive momentos muito felizes no Botafogo e tenho enorme carinho pelo clube e pelas pessoas que lá deixei. Mas a minha realidade hoje em dia é o Santos e sei que precisamos muito de um triunfo neste domingo, pois o Botafogo está perto de nós na tabela. Vou fazer de tudo para que a gente conquiste esses três pontos”, promete Cuca.

Para os jogadores do Botafogo, o fato de ter o ex-chefe como adversário e conhecendo bem o alvinegro do Rio de Janeiro não pode ser encarado como uma vantagem santista. Afinal de contas, os botafoguenses também sabem como o treinador gosta de atuar.

“O Cuca é um técnico inteligente e é lógico que vai tentar tirar proveito do período que trabalhou no Botafogo para armar a sua equipe. Mas nós também conhecemos a forma dele armar seus times e por isso não vejo vantagem para nenhum dos lados neste aspecto”, considerou o meia Lucio Flavio.

Se prevê igualdade em campo, o Botafogo sabe que neste jogo a derrota é proibida. “O Botafogo ainda não conseguiu ganhar fora de casa e sabemos que isso é sempre muito complicado no Campeonato Brasileiro. Mas não podemos ficar esperando as rodadas passaram para reagirmos. Mesmo jogando na Vila Belmiro, onde é sempre difícil bater o Santos, só a vitória nos interessa”, pregou o atacante Jorge Henrique.

E a missão de já somar três pontos é a primeira ordem a Ney Franco. Em sua estréia no comando do Botafogo, o técnico escala a equipe no 4-4-2, barrando o zagueiro Ferrero. As mudanças, contudo, não acontecem somente por opção tática.

No duelo no litoral paulista, o treinador não terá o volante Leandro Guerreiro, suspenso por ter recebido o terceiro cartão amarelo, e nem com o lateral-direito Alessandro, vetado por lesão no tornozelo. Túlio, que volta de suspensão, ocupará o meio-de-campo, com Túlio Souza jogando na lateral.

No restante da escalação, o meia Carlos Alberto, em recuperação de contusão na coxa direita, é dúvida. Se for vetado, Zé Carlos permanece entre os titulares no meio-campo, já que a lateral-esquerda será ocupada por Triguinho.

FICHA TÉCNICA
SANTOS x BOTAFOGO

Local:
Vila Belmiro, em Santos (SP)
Data: 13 de julho de 2008, domingo
Horário: 16h (de Brasília)
Árbitro: Alício Pena Júnior (Fifa-MG)
Assistentes: Altemir Hausmann (Fifa-RS) e Márcio Santiago (MG)

SANTOS: Fábio Costa; Apodi, Marcelo e Fabão e Michael; Roberto Brum, Adriano e Kléber; Tiago Luis, Maykon Leite e Lima
Técnico: Cuca

BOTAFOGO: Castillo; Túlio Souza, Renato Silva, André Luis e Triguinho; Túlio, Diguinho, Lucio Flavio e Carlos Alberto (Zé Carlos); Jorge Henrique e Wellington Paulista
Técnico: Ney Franco


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo