iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

12/07 - 14:10

Justiça argentina investiga falsificação de passaportes de jogadores

Entre os detidos, há advogados, contadores e gerentes acusados de fazer parte de uma rede de falsificadores de documentos

EFE

SÃO PAULO - A Justiça argentina investiga uma rede internacional de falsificação de passaportes italianos obtidos por cerca de 150 jogadores de futebol, o que levou a prisão de 24 pessoas, informa hoje a imprensa local

A suposta fraude, denunciada pelo consulado da Itália na Argentina, teria movimentado cerca de 6 milhões de euros na venda de documentos, segundo fontes judiciais.

O jornal "Clarín", assim como a publicação "Crítica", disse que os passaportes sob suspeita seriam "mais de 300", dos quais metade pertenceria a jogadores.

Entre os detidos, há advogados, contadores e gerentes acusados de fazer parte de uma rede de falsificadores de documentos italianos, criada depois que a União Européia (UE) declarou em 1995 a ilegalidade da "cota de estrangeiros" em clubes de países comunitários.

Os crimes de "falsificação de documento público" e "formação de quadrilha" podem render de um a seis anos de prisão no primeiro caso, e de três a dez anos no segundo.

"Alguns" dos argentinos cuja documentação italiana é investigada "estavam conscientes das irregularidades que cometiam", disse ao "Clarín" o advogado do consulado da Itália, Sergio Barzola, que evitou comentar se entre essas pessoas há jogadores de futebol. EFE alm/rb/plc


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo
Contador de notícias