iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

10/07 - 14:08

Geninho pode ser demitido antes de domingo
O clima para o treinador ficou insustentável após a goleada de 5 a 2 sofrida para o Vitória

Gazeta Esportiva

RIO DE JANEIRO - A diretoria do Botafogo vem evitando confirmar a informação, mas o técnico Geninho pode ser demitido nesta sexta-feira e não dirigir a equipe na partida deste domingo, às 16horas (de Brasília), contra o Santos, na Vila Belmiro, pela 11ª rodada do Campeonato Brasileiro.

O clima para o treinador ficou insustentável após a goleada de 5 a 2 sofrida para o Vitória, em Salvador, com alguns dirigentes pressionando o presidente Bebeto de Freitas para dispensar o técnico.

As principais reclamações em relação a Geninho se devem ao fato de o Botafogo ainda não ter conseguido apresentar um padrão tático. O jogo contra o Vitória foi o sexto do treinador à frente do elenco. O fato tem irritado demais torcedores e dirigentes e Geninho teria sido demitido caso o Glorioso não tivesse derrotado o Grêmio no domingo passado.

Geninho também não se mostra muito à vontade em comentar as especulações envolvendo uma possível demissão.

'Estou muito calmo e tranqüilo, como sou. As pessoas que acompanham o cotidiano do Botafogo sabem que estou procurando colocar a minha filosofia de trabalho em prática e as coisas estão começando a acontecer, como foi contra o Grêmio. Contra o Vitória foi um resultado anormal, demos espaço para jogadores velozes e pagamos um preço alto por isso. Sobre demissão não me sinto mal com isso, pois pressão por resultados é normal no futebol. Cabe a mim fazer meu trabalho e a diretoria avaliá-lo', apontou Geninho.

Mas a verdade é que a diretoria já começou a fazer contatos com alguns nomes. Existe, porém, uma corrente que defende a permanência de Geninho até domingo, pois um empate em Santos pode gerar a queda de Cuca no time santista e o o treinador ainda é o preferido entre boa parte da diretoria e quase unanimidade no elenco botafoguense. Caberia a Manoel Renha, possível candidato a presidente no fim do ano pela situação e amigo pessoal de Cuca convencê-lo a retornar. Renha está afastado de General Severiano para evitar desgastes com sua imagem por causa da eleição, que acontecerá em novembro.

Mas caso Cuca não aceite retornar ou o Santos vença no domingo, outros nomes também estão sendo sondados, porém, todos estão empregados no momento. Dois dividem a preferência da diretoria: Vágner Benazzi, da Portuguesa, e Dorival Júnior, do Coritiba. Vágner Mancini também interessa, mas seria difícil convencê-lo a largar o Vitória, que está na zona de classificação para a Copa Libertadores, para dirigir o Botafogo, próximo da zona de rebaixamento. Paulo César Gusmão, que acertou recentemente com o Figueirense, é outro especulado, assim como Roberto Fernandes, do Atlético-PR.

O elenco se apresenta nesta sexta-feira e começa a se preparar para enfrentar o Santos. O volante Leandro Guerreiro, que recebeu o terceiro cartão amarelo contra o Vitória vai cumprir suspensão e seu substituto será Túlio, que estava suspenso diante dos baianos. Quem tem grande chance de reaparecer é o meia Carlos Alberto, que se recupera de dores no tornozelo esquerdo. Já o zagueiro argentino Ferrero, um dos piores em campo na Bahia e autor de dois pênaltis, deverá ser barrado. O treino desta sexta-feira será no Engenhão.


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo