iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

10/07 - 15:14

Emoção até o último minuto na MLS
Três jogos são decididos nos minutos finais, e alteram posição dos times na tabela

Trivela.com

WASHINGTON (Estados Unidos) - Novamente tivemos uma rodada repleta de emoções na MLS. Dessa vez, três jogos foram decididos apenas nos últimos minutos, e mudaram resultados que dariam outra configuração à classificação das duas conferências.

Pela Conferência Leste, enfrentaram-se Chicago Fire e Columbus Crew, as duas melhores equipes nas primeiras rodadas da temporada, mas que perderam o pique nas últimas semanas. O Fire começou ganhando o jogo por 2x0, com gols de Chris Rolfe e Calen Carr. O Crew, porém, conseguiu diminuir ainda no primeiro tempo, com Emmanuel Ekpo, após assistência de Schelotto. Porém, mesmo com a pressão do Crew no segundo tempo, parecia que tudo caminharia para uma vitória do Fire. Foi quando o estreante Steven Lenhart, atacante que começou no banco de reservas, marcou o gol de empate aos 42 minutos do segundo tempo, decretando o resultado final.

Com o 2x2, o Fire perdeu a chance de se reaproximar dos líderes e chegou ao quinto jogo sem vitória. Se com os 3 pontos o Fire passaria para a terceira colocação e ficaria a apenas 3 pontos do vice líder Crew, o empate deixou o Chicago empatado com o Toronto na quarta posição com 21 pontos cada, a 6 pontos do Crew e 12 pontos atrás do líder NE Revolution.

Na Conferência Oeste, o jogo de destaque foi entre Chivas USA e San Jose Earthquakes. A partida caminhava para um morno 0x0, que não ajudaria muito qualquer uma das equipes, quando, aos 43 minutos do segundo tempo, o atacante Ante Razov marcou um golaço de falta para o Chivas USA, a quase 30 metros de distância do gol, garantindo a vitória da equipe de Los Angeles. Foi o 112º gol da carreira de Razov, que é o segundo maior goleador da história da MLS. E o seu gol foi escolhido o mais bonito da semana, pelos fãs da MLS.

Com esse resultado, e a combinação dos outros, o Chivas USA voltou à liderança da Conferência Oeste com 21 pontos, empatado com o LA Galaxy. E as duas equipes se enfrentam na próxima rodada no SuperClasico de Los Angeles, para ver quem ficará com a liderança do Oeste.

O outro jogo decidido somente no final foi entre KC Wizards e FC Dallas. O Wizards, lanterna da Conferência Leste, vencia o jogo fora de casa por 1x0, e poderia diminuir sua distância para o penúltimo colocado, NY Red Bulls. No entanto, com um gol de Abe Thompson aos 46 minutos do segundo tempo, os ‘Hoops’ empataram a partida.

O Dallas, que começou bem a temporada, ficando invicto e líder do Oeste durante as primeiras semanas, depois caiu muito de produção, e até essa rodada era o antepenúltimo colocado. Além disso, os ‘Hoops’ perderam a chance de vencer 3 jogos essa temporada por terem levado gols nos últimos minutos, então dessa vez foi a chance de vingança do Dallas. Mesmo assim, apesar desse empate dar força psicológica à equipe, seu rival mais direto (Colorado Rapids) venceu sua partida (4x0 no NY Red Bull), o que deixou o Dallas na penúltima colocação do Oeste.

Supremacia do Leste

Os demais jogos da rodada não trouxeram tanta emoção aos torcedores, que ficaram sem correr o risco de enfarte como nos jogos acima.

No confronto entre os líderes de cada conferência, jogado no feriado de 4 de julho (independência dos EUA), o NE Revolution mostrou porque é o melhor time da MLS, e porque a Conferência Leste é a mais forte. Sem tomar conhecimento de seu estrelado adversário LA Galaxy, os Revs ganharam por 2x1 sem correr muitos riscos, com uma atuação segura de sua defesa, e agora somam 33 pontos, 6 pontos à frente do segundo colocado (Crew). Os dois gols dos Revs foram marcados pelo atacante Adam Cristman, enquanto o gol do Galaxy foi marcado por Beckham.

O jogo restante da rodada foi um empate em 0x0 entre Houston Dynamo e Real Salt Lake. Com o resultado, as duas equipes viram o Chivas USA ultrapassá-los, deixando-as empatadas na terceira posição com 20 pontos cada.

Domínio (quase) ameaçado

Desde o seu surgimento, a MLS sempre dominou a U.S. Open Cup. Desde 1996 (primeiro ano da liga e considerado o início da “era profissional” da copa), os times da MLS ganharam todas as edições do torneio, com exceção de 1999, quando o Rochester Raging Rhinos (USL-1) foi o campeão, ao bater o Colorado Rapids na final. Além disso, apenas em mais uma edição, em 1996, não havia 2 times da MLS na final.

Porém, 2008 será outro ano de exceção, e apenas uma equipe da MLS estará na final. Com os resultados dos jogos das quartas-de-final realizados nesta última terça-feira (08/07), apenas 2 times da MLS (D.C. United e NE Revolution) se classificaram para as semifinais, e se enfrentarão por uma vaga na final. A outra semifinal será jogada entre 2 equipes da USL-1 (Charleston Battery e Seattle Sounders).

E ainda assim não foi fácil para as equipes da MLS conseguirem se classificar. O United jogou contra o Chicago Fire, e venceu por 2x1 na prorrogação. Já os Revs apenas empataram em 1x1 com o Crystal Palace Baltimore (USL-2), e venceram nos pênaltis. O Seattle Sounders também empatou com o KC Wizards por 0x0, e venceu nos pênaltis. Por fim, apenas o Charleston Battery venceu seu jogo no tempo normal, ao bater o FC Dallas por 3x1. Dessa forma, a MLS, que tinha 5 representantes, tem apenas 2, e somente 1 chegará à final.

As semifinais serão jogadas no dia 12/08, entre United e Revs e Battery e Sounders. Assim, apenas uma equipe da MLS tentará manter a hegemonia da liga na copa, e evitar que outra equipe da USL-1 quebre a seqüência de títulos na era profissional. Se bem que, considerando que o Seattle Sounders fará parte da MLS, a partir de 2009, se a equipe chegar ao título, além de ser um bom cartão de visitas para mostrar na sua estréia na liga, poderemos até considerá-lo como meio título da MLS.

Canadian

Por falar em copas, nesta quarta-feira (09/07) foi realizado mais um jogo da Nutrilite Canadian Championship, o torneio que classifica uma equipe canadense para a Champions’ League da CONCACAF.

No jogo desta semana, o Toronto FC empatou fora de casa com o Vancouver Whitecaps por 2x2. Com o resultado, o Toronto foi para 4 pontos, e está 2 atrás do Montreal Impact. Agora, os dois clubes jogarão a última partida do torneio, no dia 22/07 em Toronto, para decidir quem ficará com a vaga para a Champions’ League da CONCACAF, e o troféu Voyageurs Cup. Para o Toronto apenas a vitória interessa, enquanto o Montreal jogará pelo empate. Já o Vancouver está eliminado da competição.

Superliga 2008

Começa no próximo sábado (12/07) a Superliga 2008, torneio que reúne 8 clubes dos Estados Unidos e do México, sendo os 4 times de melhor campanha na temporada regular da MLS em 2007, e os campeões dos torneios Apertura 2006 e 2007, e Clausura (2007 e 2008). Esta é a segunda edição do torneio, que no ano passado teve o Pachuca como vencedor da primeira edição, ao bater o LA Galaxy na final.

Neste ano, os representantes da MLS são D.C. United (vencedor do Supporters’ Shield), Chivas USA, Houston Dynamo e NE Revolution. Já o México será representado pelo Guadalajara (campeão do Apertura 2006), Pachuca (campeão do Clausura 2007), Atlante (campeão do Apertura 2007) e Santos Laguna (campeão do Clausura 2008).

As equipes foram divididas em dois grupos. O grupo A contará com D.C. United, Houston Dynamo, Atlante e Guadalajara. O grupo B será formado por Chivas USA, NE Revolution, Pachuca e Santos Laguna.

Na primeira fase as equipes jogam entre si dentro de seus grupos (apenas um jogo). Os jogos da primeira fase vão até o dia 20/07. Os dois primeiros de cada grupo classificam-se para as semifinais, que serão jogadas nos dias 29 e 30/07. Os vencedores das semifinais jogarão a grande final no dia 05/08. Todos os jogos serão realizados nos Estados Unidos.

Nova geração

Não são apenas os profissionais da MLS que trazem emoção aos torcedores e enchem os estádios. Existe também o campeonato sub-17 com as equipes da liga, que está em pleno andamento, desenvolvendo a futura geração de jogadores para a MLS e o futebol dos Estados Unidos como um todo.

A SUM U-17 Cup, como é conhecida, é um torneio de juvenis (ou melhor, jogadores sub-17) entre as equipes da MLS, com exceção do San Jose Earthquakes. O torneio é curto, dura apenas 7 dias, tendo começado no dia 04/07, com a final prevista para 10/07. Diferentemente da liga profissional, as equipes foram divididas em 4 grupos, sendo 2 grupos de 4 equipes e 2 grupos de 3 equipes (o Colorado Rapids joga com duas equipes, A e B).

Terminada a primeira fase, a classificação dos grupos terminou da seguinte forma: no Grupo A, o líder foi o D.C. United (atual campeão), com 9 pontos em 3 jogos, seguido por Colorado Rapids A (4 pontos), Chicago Fire (3 pontos) e Houston Dynamo (1 ponto). No Grupo B, o melhor foi o Toronto FC, também com 9 pontos em 3 jogos, seguido de KC Wizards (6 pontos), Colorado Rapids B (3 pontos) e NE Revolution (0 pontos). Pelo Grupo C, campeão foi o Chivas USA (7 pontos), seguido de Columbus Crew (4 pontos) e FC Dallas (2 pontos). Finalmente, no Grupo D, o melhor foi o Real Salt Lake (7 pontos), seguido por LA Galaxy (4 pontos) e NY Red Bull (0 pontos).

As equipes campeãs de cada grupo enfrentaram-se nas semifinais. O D.C. United venceu o Chivas USA por 3x0, e o Real Salt Lake bateu o Toronto FC por 2x0. A grande final, entre United e Real, será nesta quinta-feira (10/07).

Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo