iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

10/07 - 09:18

Dentinho credita gols a Douglas e Mano e ignora artilharia
De volta à rotina de gols, Dentinho já está com metade dos tentos assinalados por Herrera, principal goleador do alvinegro na Segundona

Gazeta Esportiva

SÃO PAULO - Aos 19 anos, Dentinho passa por uma nova fase de confirmação na carreira. O atacante pôs fim à segunda seca de gols do ano e assinalou três tentos nos dois últimos jogos na Série B. E balançar as redes em duas partidas consecutivas pela primeira vez desde janeiro tem dois responsáveis na opinião do camisa 31: Mano Menezes e Douglas.

Incomodado com as críticas que ouviu nas últimas semanas, já que não ia às redes desde o duelo de ida das finais da Copa do Brasil, em 4 de junho, Dentinho credita o fim do jejum ao seu novo posicionamento determinado pelo técnico. “Quando você joga mais perto, você tem mais oportunidade de fazer gol. Eu estava afastado, bem marcado em alguns jogos. Agora, mais perto, é mais fácil fazer gol”, avalia o jogador.

Se as atuações mais próximas da meta ajudam, a boa fase de Douglas também rende frutos ao atacante. Dentinho já não sofre mais com tantas marcações individuais como quando despontou no Campeonato Paulista, época em que o camisa 10 ainda não estava à disposição no Parque São Jorge.

“Mesmo com a partida sendo complicada, com o Douglas marcado individualmente, ele está segurando para mim. Espero estar tranqüilo para fazer gol”, comenta, visivelmente aliviado com a retomada dos gols.

“Nas últimas semanas me criticaram, fiquei triste, chateado, com o pessoal falando mal, pedindo para eu ir para a reserva. Eu estava tranqüilo, tinha o apoio da comissão técnica, dos companheiros, da minha família. Sabia que eu ia voltar a fazer gol e graças a Deus tive a felicidade de marcar contra o São Caetano e dois contra o Marília”, desabafa.

De volta à rotina de gols, Dentinho já está com metade dos tentos assinalados por Herrera, principal goleador do Timão na Segundona. Porém, apesar de retomar a boa fase do início do ano, o camisa 31 descarta qualquer disputa interna com o argentino.

“Vou procurar fazer meu trabalho da melhor maneira possível, mas não ligo para a artilharia. O Herrera é um excelente jogador e, se ele estiver melhor posicionado, passo para ele. Mas, se aparecer para mim, tenho que fazer também”, admite.

Posto na artilharia à parte, o que Dentinho mais quer é manter a alegria reconquistada na seqüência de jogos no Pacaembu. “Estou em um momento bom, voltei a fazer gol, o time está em primeiro lugar. Estou bastante feliz”, finaliza.

Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo