iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

09/07 - 23:52

São Paulo perde de virada para Náutico e se distancia da ponta

Com a derrota, o Tricolor perdeu uma série de invencibilidade de oito jogos nesse Campeonato Brasileiro

Gazeta Esportiva


RECIFE - O São Paulo deu adeus a uma seqüência invicta no Campeonato Brasileiro ao ser derrotado pelo Náutico por 2 a 1, de virada, na noite desta quarta-feira.

O Tricolor, que carregava uma série de oito jogos sem tropeços (não perdia desde a estréia), se distanciou ainda mais da ponta com o resultado negativo sofrido no estádio dos Aflitos, que voltou a receber jogos nesta quarta.

O São Paulo deu adeus a uma seqüência invicta no Campeonato Brasileiro ao ser derrotado pelo Náutico por 2 a 1, de virada, na noite desta quarta-feira.

O Tricolor, que carregava uma série de oito jogos sem tropeços (não perdia desde a estréia), se distanciou ainda mais da ponta com o resultado negativo sofrido no estádio dos Aflitos, que voltou a receber jogos nesta quarta.

Borges abriu o placar para o Tricolor no primeiro tempo, mas Radamés igualou a contagem instantes depois. Na etapa complementar, Everaldo decretou o triunfo do Náutico, que chegou aos 17 pontos, mantendo-se no sexto lugar. Já o time de Muricy Ramalhou caiu para oitavo, com 14.

O Tricolor buscará a recuperação no Brasileirão no clássico contra o Palmeiras, domingo. Já o Timbu tentará manter a boa fase contra o rival Sport, no mesmo dia.

O jogo: O São Paulo começou a partida tendo mais iniciativa para buscar o ataque, mas foi o Náutico quem chegou primeiro à frente. Wellington recebeu no meio da área e finalizou para boa defesa de Rogério. Na resposta do Tricolor, Borges chutou de longe e deu trabalho para Eduardo defender.

Aos nove, o time visitante assustou o Timbu. Hernanes cruzou da esquerda para Aloísio cabecear para as redes, mas o árbitro Wagner Tardelli assinalou impedimento do atacante. Pouco depois, o técnico Muricy Ramalho teve de promover uma alteração na equipe. O zagueiro Miranda sentiu uma contusão no joelho esquerdo e teve de ser substituído por Juninho.

No entanto, o Tricolor não teve tempo para sentir a mudança. Aos 20, Hernanes deu um drible desconcertante em Ticão na linha de fundo e carregou a bola pela direita até cruzar na pequena área para Borges, que completou para as redes. Porém, o Náutico não sentiu o golpe e foi rápido para igualar o placar.

Aos 23, Ruy cobrou falta para a área, a defesa tricolor parou pedindo impedimento e Radamés cabeceou sozinho para as redes. Instantes depois, Felipe arriscou batida e mandou próximo da meta de Rogério. Do outro lado, Hernanes chutou fraco e facilitou a defesa de Eduardo.

Nos minutos finais, o jogo ganhou mais pegada e, consequentemente, caíram as chances de gols. Assim, o primeiro tempo terminou sem novas alterações no placar. O jogo voltou a ter emoção na segunda etapa. Logo no início, Richarlyson bateu da entrada da área, perto da trave de Eduardo. Na resposta dos donos da casa, Wellington finalizou e deu trabalho para Rogério Ceni.

Aos 13 minutos, Everaldo limpou a defesa e soltou um foguete de longe para estufar as redes de Rogério. Após o gol, o técnico Leandro Machado teve de tirar o atacante Felipe, contundido, para a entrada de Gilmar. No lance seguinte, Radamés cobrou falta e exigiu boa defesa do goleiro são-paulino.

Com o perigo crescente dos donos da casa, Muricy colocou o Tricolor na frente, sacando Joílson para a entrada de Éder Luís. Aos 20, o São Paulo quase empatou. Richarlyson fez o lançamento para Borges, que, após dividir com o goleiro, chutou rasteiro. João Paulo correu e tirou a bola de cima da linha.

Mesmo mostrando pouca disposição, o Tricolor voltou a ameaçar dez minutos depois. Jorge Wagner alçou na área, Richarlyson desviou e André Dias não conseguiu completar para as redes. O Tricolor, então, aumentou sua insistência e Aloísio quase marcou de cabeça depois de cobrança de falta de Jorge Wagner. O time visitante insistiu até o fim, mas não conseguiu evitar o tropeço.

FICHA TÉCNICA
NÁUTICO 2 X 1 SÃO PAULO


Local: Estádio dos Aflitos, em Recife (PE)
Data: 9 de julho de 2008, quarta-feira
Horário: 21h45 (de Brasília)
Árbitro: Wagner Tardelli Azevedo (Fifa-SC)
Assistentes: Carlos Berkenbrock (SC) e Fábio Pereira (TO)
Cartões amarelos: Everaldo (Náutico); Hugo, Joílson, Richarlyson, Borges, André Dias e Rogério Ceni (São Paulo)
GOLS: NÁUTICO: Radamés, aos 23 minutos do primeiro tempo, e Everaldo, aos 13 minutos do segundo tempo
SÃO PAULO: Borges, aos 20 minutos do primeiro tempo

NÁUTICO: Eduardo; João Paulo (Itaqui), Vágner, Negretti e Everaldo; Ticão, Radamés, Paulo Santos (Thiago) e Ruy; Wellington e Felipe (Gilmar)
Técnico: Leandro Machado

SÃO PAULO: Rogério Ceni: Zé Luís, André Dias e Miranda (Juninho); Joílson (Éder Luís), Zé Luís, Hernanes, Richarlyson, Hugo e Jorge Wagner; Aloísio e Borges
Técnico: Muricy Ramalh

Outros jogos:


Leia mais sobre: Náutico São Paulo Brasileirão

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Gazeta Press

De virada
Mandando seus jogos novamente nos Aflitos, o Náutico conseguiu uma vitória sobre o São Paulo

Topo