iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

09/07 - 10:36

Roque Júnior perde espaço na Lusa e fica à espera do Vasco
O zagueiro está sem jogar desde abril e, depois de ser preterido por Ediglê, pode parar no Vasco

Gazeta Esportiva

SÃO PAULO - O destino de Roque Júnior deve estar em São Januário. Sem acertar com a Portuguesa, que preferiu contratar o ex-colorado Ediglê, o zagueiro pentacampeão com a seleção brasileira em 2002 desperta o interesse do Vasco. Os cariocas, entretanto, ainda não oficializaram uma proposta pelo defensor.

Sem jogar desde abril, quando disputou a Copa Emir com o Al Rayyan, do Catar, o ex-palmeirense está à espera de um clube que queira contar com seu futebol. Há duas semanas, a Lusa o procurou, mas a oferta estava abaixo do que o jogador, hoje com 31 anos, planejava.

“Procuramos ele há um tempo atrás e ele não aceitou. Disse que tinha vontade de vir, mas esperava uma proposta do exterior. Respeitamos e não conversamos mais. E agora ficou mais difícil. O (técnico Vágner) Benazzi precisava de mais um zagueiro e nós trouxemos o Ediglê do Internacional. Ficou meio difícil”, confirmou à Gazeta Press o presidente do time rubro-verde, Manuel da Lupa.

De acordo com a assessoria de Roque, o atleta ficou de aguardar por uma nova oferta Lusa. Porém, ao que parece, uma segunda tentativa não deve acontecer. “Nós não conversamos mais e por enquanto não tem mais nada. Se ele voltar a ligar para nós, pode ser, mas por enquanto não tem nada”, informou Da Lupa, cauteloso para não dar a negociação como encerrada.

Enquanto a Portuguesa não renova seu interesse, o Vasco manifestou sua vontade de ficar com o jogador. Os cruzmaltinos já haviam tentado contratar o zagueiro em abril, mas o defensor preferiu acertar com o Al Rayyan. Agora, quem está à frente das negociações é o recém-eleito presidente Roberto Dinamite.

De acordo com a assessoria do atleta, nenhuma sondagem foi feita ainda pela equipe da Colina, mas a vontade vascaína em ter Roque já é pública. “O Vasco necessita de um jogador desse quilate, que tenha maturidade. O Roque é uma bela referência. Com toda certeza, tem o perfil que Vasco necessita. É um jogador experiente, com muita qualidade técnica. Pode ser o orientador dessa juventude que está no Vasco”, elogiou à Gazeta Press o superintendente de futebol Paulo Angioni.

Na expectativa de disputar o Campeonato Brasileiro, Roque Júnior tenta retomar os rumos de sua carreira. Revelado pelo São José, o zagueiro chamou atenção no Palmeiras, time que defendeu entre 1995 e 2000, conquistando o Paulista de 1996, a Copa do Brasil e a Mercosul de 1998, a Libertadores de 1999 e o Rio-São Paulo de 2000. Do Palestra Itália, partiu para o Milan, onde levantou a Copa da Itália e a Copa dos Campeões em 2003.

No ano seguinte, seguiu para o Leeds, da Inglaterra, e entrou em uma decrescente, passando sem brilho por Siena, da Itália, e Bayer Leverkusen e Duisburg, ambos da Alemanha, antes de disputar um torneio relâmpago pelo Al Rayyan. Mesmo em má fase, o defensor ainda chegou a sonhar em disputar a Copa do Mundo de 2006, já que estava no grupo que levantou a Copa das Confederações no ano anterior, mas não foi lembrado por Carlos Alberto Parreira.


Leia mais sobre: Roque Junior Vasco Portuguesa

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Arquivo/US

"Orientador da juventude"
Paulo Angioni, superintendente de futebol do Vasco, confia na experiência de Roque Jr.

Topo