iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

09/07 - 00:25

Goleiro Felipe espera provar que é jogador de grupo no Corinthians

Depois de superar a geladeira e voltar ao gol do Corinthians, Felipe festeja vitória com companheiros e garante que se dá bem com todos

Gazeta Esportiva

SÃO PAULO - O goleiro Felipe não se preocupou em justificar seu potencial com os dois jogos sem sofrer gols na Série B do Campeonato Brasileiro ou o pênalti defendido na goleada sobre o Marília. Nesta terça-feira, ele queria, sim, demonstrar que era um jogador de grupo.

Após defender a cobrança de João Victor, Felipe foi bastante festejado por seus companheiros de Corinthians. “Temos que comemorar assim para acabar com esse negócio de dizerem que ninguém gosta de mim. É mais uma prova de que me dou bem com todo mundo”, disse.

Os eventuais problemas de relacionamento do goleiro eram uma das preocupações de Mano Menezes quando chegou ao Corinthians. Assim que afastou Felipe após a final da Copa do Brasil, no entanto, o técnico assegurou que os boatos que ouvira sobre o jogador não se confirmaram.

Ao receber oportunidades entre os titulares contra Brasiliense, Ponte Preta e Bragantino, Júlio César confessou que sentia ciúmes da popularidade de Felipe. Depois, amenizou o discurso e declarou ser amigo do concorrente, com quem trocava sorrisos à frente das câmeras nos treinamentos do Corinthians.

Júlio César sofreu um gol em cada partida que participou da Série B e defendeu um pênalti diante da Ponte Preta. O retrospecto de Felipe é melhor. “Agora, já estou há dois jogos sem ser vazado. Ainda teve um penaltizinho que peguei do Marília, o que foi muito bom. Para goleiro, isso é como um gol”, comparou.

Mas, como jogador de grupo que diz ser, Felipe evitou o status de herói. “Mais importante que tudo, são os três pontos e a vitória da equipe”, priorizou. Mano Menezes concordou com o atleta. “Isso não leva a nada. Temos que acabar com essa história de herói e vilão no futebol”, pediu o técnico, que também não atribuiu a segunda imagem ao goleiro após a Copa do Brasil.

Se ainda há quem questione o relacionamento de Felipe com seus companheiros, é inegável que ele é um “homem de família”. Sua mãe, Rita, e a esposa acompanharam a entrevista coletiva concedida pelo goleiro após a vitória desta terça-feira. Ele não repetiu a cena protagonizada por Mano Menezes no sábado, que se emocionou com a presença da filha nos vestiários e parou de falar, mas distribuiu beijos e afagos nos parentes ao deixar o Pacaembu.


Leia mais sobre: Corinthians Série B

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo