iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

09/07 - 09:31

Boca Juniors: onde fica Nayar?
Recreativo Huelva apresentou o jogador, mas o Boca não vai deixar barato

Trivela.com

Sebastián Nayar fez sua estréia profissional no Boca no último dia 17 de maio, exatamente uma semana após ter completado 20 anos de idade. O meio-campista foi titular e os Xeneizes venceram o Racing de virada, em La Bombonera, por 2 x 1. Essa foi a única partida que Nayar disputou com a camisa ‘azul y oro’. Na semana passada, ele foi apresentado como novo reforço do Recreativo Huelva-ESP, clube com o qual assinou um contrato de quatro temporadas.

Embora Nayar já faça parte do elenco do Recreativo, sua estréia no time espanhol poderá não ocorrer. Tudo por causa de um conflito que envolve o Boca, o Recreativo e Nayar. Julio Grondona, presidente da AFA, pediu à Real Federação Espanhola de Futebol que não autorize a transferência do jogador. E o presidente da RFEF, Angel María Villar, declarou que não irá autorizar a transferência até que o problema seja resolvido.

O presidente do Boca, Pedro Pompilio, deu a seguinte declaração em relação ao episódio: 'O jogador tem contrato com o Boca até 2012 e isso está registrado na AFA (...) Trata-se de um caso de não cumprimento de contrato'. Pompilio ainda disse que Nayar é vítima de uma operação de pirataria encoberta e que o Boca já tem advogados trabalhando na Espanha para resolver o caso. Acreditando que terá Nayar novamente, o clube argentino manteve em seu site a ficha com os dados do jogador.

Já o Recreativo tem uma posição diferente. Através de seu site, o clube diz que o contrato de Nayar com o Boca terminou no dia 30 de junho e que a prorrogação do mesmo não tem validade. Além disso, o Recreativo já anunciou que se a AFA não enviar a documentação do jogador, irá solicitar uma habilitação provisória à FIFA.

A vontade de Nayar não é de voltar ao Boca. Nos últimos dias, ele disse que não se sentia valorizado em La Bombonera e que o valor oferecido para continuar no Boca não era bom, pois sua família tem nove pessoas. Caso passe a atuar pelo Recreativo, Nayar terá a companhia de um outro argentino: o atacante Marco Rubén, ex-River e Rosario Central. Ambos tentarão ajudar o time a fazer um bom papel no Campeonato Espanhol, diferentemente do que ocorreu na temporada passada, quando o Recreativo terminou em 16º. lugar. Cenário nada parecido com o que Nayar estava acostumado no Boca.



A lista de Batista


A Argentina já sabe quais são os 18 jogadores que irão representar o país na Olimpíada. Os nomes, anunciados pelo técnico Sergio Batista, são os seguintes:

- Goleiros: Ustari (Getafe-ESP) e Romero (AZ Alkmaar-HOL)

- Defesa: Zabaleta (Espanyol-ESP), Burdisso (Internazionale-ITA), Monzón (Boca), Garay (Racing Santander-ESP), e Fazio (Sevilla-ES).

- Meio-campo: Mascherano (Liverpool-ING), Gago (Real Madrid-ESP), Banega (Valencia-ESP), Sosa (Bayern de Munique-ALE), Buonanotte (River) e Riquelme (Boca).

- Ataque: Lavezzi (Napoli-ITA), Messi (Barcelona-ESP), Agüero (Atlético de Madrid-ESP);), Lautaro Acosta (Sevilla-ESP) e Di María (Benfica-POR).

Outros quatro atletas foram convocados para serem suplentes: Nicolas Navarro (goleiro/Napoli-ITA), Pareja (defesa/Anderlecht-BEL), Emiliano Insua (defesa/Liverpool-ING) e Biglia (meio-campo/Anderlecht-BEL). Eles poderão ser inscritos se houver alguma lesão (constatada pelas autoridades e pela comissão médica) ou se acontecer um caso de força maior. De todos os jogadores que foram chamados, dois estiveram no elenco que foi campeão em 2004: Burdisso e Mascherano.

Sérvia, Austrália e Costa do Marfim serão os adversários da seleção ‘albiceleste’ na primeira fase. Curiosamente, dois deles também estiveram no caminho da Argentina na primeira fase da edição passada: Sérvia (na época jogou com Montenegro) e Austrália. Ambos foram derrotados pela Argentina. A Sérvia perdeu por 6 x 0 e a Austrália, por 1 x 0.

Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo