iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

08/07 - 14:32

Presidente do Barcelona não pensa em renúncia

Apesar do pedido da maioria dos sócios do Barça para que ele deixe o clube, Laporta afirma que irá cumprir seus dois anos de mandato

EFE

BARCELONA (Espanha) - Joan Laporta, presidente do Barcelona, não pensa em deixar o cargo mesmo tendo quase perdido o mandato no último domingo, quando 60,6% dos sócios pediram sua saída pelas recentes más gestões.

Na próxima quinta, a diretoria fará uma reunião para discutir o resultado do referendo de domingo. De acordo com diversas fontes do Barcelona, a posição de Laporta em relação à sua permanência no cargo não mudou nas últimas horas, e ele pretende cumprir os outros dois anos de mandato.

Porém, alguns diretores podem apresentar sua renúncia na reunião de quinta e enfraquecer Laporta. Segundo o jornal "Sport", o presidente deixará o cargo.

"A pressão deste grupo de diretores, que ameaçou renunciar em bloco se o presidente não sair, fez com que Laporta jogasse a toalha. Ele renunciará na reunião da diretoria prevista para quinta", disse a publicação.

Mesmo assim, na reunião de quinta são esperadas as saídas de pelo menos dois ou três diretores que não querem se envolver mais com clima ruim dentro do clube. Os substitutos seriam pessoas ligadas ao próprio Laporta, o que lhe fortaleceria no cargo.

Nenhuma das fontes consultadas pela Efe soube dizer como terminará a reunião de quinta e seus possíveis efeitos, mas a permanência do dirigente parece garantida.

O presidente do Barça, que viajou à Suíça para uma reunião de clubes, deve retornar à Espanha ainda hoje, e espera-se que ele fale sobre sua situação.

A gestão do dirigente à frente do clube catalão só terminaria de forma imediata se 12 dos 17 membros renunciarem ao cargo. Mas esta hipótese está quase descartada, já que pelo menos sete deles disseram que estarão ao seu lado até o fim.

Desde o início do mandato de Laporta, em 2003, seis diretores saíram: Alejandro Echevarría, Sandro Rosell, Josep Maria Bartomeu, Jordi Moix, Jordi Monés e Xavier Faus.


Leia mais sobre: Barcelona Laporta

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo