iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

08/07 - 16:15

Palmeiras projeta clássico limpo com São Paulo no Morumbi
"Sabemos que não é uma partida normal, mas creio que não haverá problemas no Morumbi, nessa questão de vestiário", afirmou Pierre

Gazeta Esportiva

SÃO PAULO - No Palmeiras, o discurso é unânime entre os jogadores: a cabeça está na partida desta quinta-feira ante o Figueirense. Contudo, é impossível desprezar o clássico do final de semana diante do São Paulo, grande rival desta temporada e considerado um dos candidatos ao título do Campeonato Brasileiro.

Mesmo com as polêmicas da semifinal do Paulistão, quando o Tricolor reclamou até de um gás em seu vestiário no Parque Antártica, o Palmeiras acredita em um confronto leal. As duas diretorias prometem manter um clima cordial para evitar problemas externos.

”Sabemos que não é uma partida normal, mas creio que não haverá problemas no Morumbi, nessa questão de vestiário. A preocupação será apenas dentro de campo”, afirmou o volante Pierre, presente ao lançamento da nova camisa do clube no início da tarde desta terça-feira. “Mas temos que pensar primeiro no Figueirense, pois os três pontos das duas partidas têm o mesmo valor”, emendou o jogador.

Em 2008, o São Paulo sofre com a irregularidade da sua equipe. Sem sucesso com os reforços contratados neste ano, o Tricolor amargou insucessos no Campeonato Paulista e Copa Libertadores da América. No Campeonato Brasileiro, está oito pontos atrás do líder Flamengo e três do Palmeiras, quinto colocado na classificação.

”O São Paulo ainda é forte”, minimizou Pierre, demonstrando respeito ao rival. “É o atual campeão brasileiro e não está capengando como dizem. Eles contam com um grande treinador, que sabe motivar o seu elenco”, emendou.

Palavra do comandante: Em entrevista à Rádio Bandeirantes, o técnico Wanderley Luxemburgo revelou que torceu para enfrentar o São Paulo na semifinal do Paulistão. Ele considerou fundamental superar o Tricolor antes da decisão da competição estadual.

“O São Paulo era considerado o grande favorito ao título, existia aquela coisa de ser um time imbatível, mas eu achava que nossa equipe estava mais preparada, tanto que vencemos dois dos três confrontos do ano”, explicou Luxemburgo.


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo