iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

08/07 - 22:30

Corinthians faz 5 a 0 no Marília e segue tranqüilo

Timão goleou com direito a dois gols de Dentinho e uma cobrança de pênalti defendida pelo goleiro Felipe

Gazeta Esportiva


SÃO PAULO - A Série B do Campeonato Brasileiro continua fácil para o Corinthians, que voltou a fazer vítimas em seqüência após os empates com Ponte Preta e Bragantino.

Já são duas vitórias desde então: sobre São Caetano, no final de semana, e Marília, por 5 a 0, na noite desta terça-feira, novamente no Pacaembu .

Chicão, de pênalti, Dentinho (2), um deles entre as pernas do goleiro Giovanni, André Santos e o estreante Denis marcaram os gols do Corinthians, que não contou com Douglas e Herrera, suspensos. Poderão ser três baixas contra o Santo André de Marcelinho Carioca, sábado: Acosta, expulso, Alessandro e Nilton, lesionados.

Líder disparado da Segunda Divisão, agora com 26 pontos ganhos, o Corinthians ainda recuperou o goleiro Felipe, ovacionado pela torcida após defender pênalti de João Victor. O Marília totaliza apenas 10 pontos e é ameaçado pela zona de rebaixamento. Receberá o São Caetano na sexta-feira.

Assista aos gols da goleada corintiana! 

O jogo – O gol marcado contra o São Caetano fez bem a Dentinho. Sem a presença de Douglas, suspenso, o atacante pôde voltar a jogar pelas laterais do gramado. Foi por lá que o Corinthians abafou a investidas iniciais do Marília, que passou a ficar acuado no campo de defesa.

A equipe da casa só não contava com duas lesões com menos de 15 minutos de partida. O lateral-direito Alessandro saiu de maca aos 8. Denis, então, entrou em campo pela primeira vez com a camisa do Corinthians. Inicialmente tímido para atacar, ele não precisou se esforçar muito na defesa.

O segundo a sair foi o volante Nilton. O substituto de Fabinho trombou com o zagueiro William e, com suspeita de fratura, cedeu lugar para Carlos Alberto. Na véspera, o técnico Mano Menezes havia franzido a testa para a possibilidade de escalar o jogador. Já não tinha mais alternativa.

Mas o franzino Carlos Alberto também era pouco exigido. A aposta que Mano fez em Lulinha e Acosta para substituir Douglas e Herrera pareceu acertada. Embora vez ou outra demonstrassem dificuldades técnicas, eles deram velocidade ao time. E, aos 17, o uruguaio foi fundamental para o gol corintiano.

Dentro da área, Acosta prendeu a bola na linha de fundo e acabou derrubado por Leandro Amaro. “O mais importante é que o árbitro deu o pênalti e ficou todo mundo feliz”, comentou, sorrindo, o atacante. Chicão cobrou com categoria, o goleiro Giovanni pulou para o outro lado e a torcida pulou e gritou nas arquibancadas.

No intervalo, o técnico Jorge Rauli tentou aumentar a pressão que o Marília esboçou no final do primeiro tempo. Trocou Thiago Rodrigues por Ricardinho. Não adiantou. Com um minuto de jogo, Acosta quase marcou de cabeça. Aos 4, Dentinho limpou a marcação dentro da área e chutou. Giovanni aceitou por baixo das pernas.

O jogo ficou fácil para o Corinthians. A torcida, que gritava “frangueiro” para o goleiro do Marília, nem precisou começar a cantar “não pára, não pára, não pára”. Até o zagueiro Chicão era armador/atacante da equipe da casa. Aos 16 minutos, a bola sobrou para Dentinho dentro da área e ele não perdoou: 3 a 0.

O Marília, então, não soube aproveitar o momento de instabilidade do Corinthians. O uruguaio Acosta, que prometeu não tirar o pé de nenhuma dividida na véspera do jogo, cometeu falta dura e foi expulso. Na seqüência, aos 21 minutos, o árbitro viu toque de mão de Eduardo Ramos dentro da área e assinalou pênalti.

Foi a vez de Felipe ser ovacionado. Ele defendeu a cobrança de João Victor e recuperou-se definitivamente do tempo em que ficou afastado da equipe, por falta de comprometimento. Com o Pacaembu em festa, o Corinthians conseguiu transformar a vitória em goleada aos 32, em chute forte de André Santos.

A torcida já gritava “olé” na troca de passes do time de Mano Menezes, esperando apenas pelo término da partida. Mas ainda havia tempo para mais. Aos 37, o lateral Denis tabelou com Lulinha pela direita e chutou com veneno. Giovanni ainda tocou na bola, porém não conseguiu evitar o quinto gol corintiano.

Assista também aos melhores momentos da partida


 

FICHA TÉCNICA
CORINTHIANS 5 X 0 MARÍLIA

Local: Estádio do Pacaembu, em São Paulo (SP)
Data: 8 de julho de 2008, terça-feira
Horário: 20h30 (de Brasília)
Árbitro: Wilson Luiz Seneme (Fifa-SP)
Assistentes: Carlos Augusto Nogueira Júnior e João Bourgalber Chaves (ambos de SP)
Cartões amarelos: Lulinha, Eduardo Ramos (Corinthians); João Vítor, René, Alemão, João Marcos, Leandro Amaro (Marília)
Cartão vermelho: Acosta (Corinthians)
Gols: CORINTHIANS: Chicão, aos 20 minutos do primeiro tempo; Dentinho, aos 4 e 16, André Santos, aos 32, e Denis, aos 37 minutos do segundo tempo

CORINTHIANS: Felipe; Alessandro (Denis), William, Chicão e André Santos; Nilton (Carlos Alberto), Eduardo Ramos (Carlão), Elias e Lulinha; Acosta e Dentinho
Técnico: Mano Menezes

MARÍLIA: Giovanni; Leandro Amaro, Rene e Alemão (Samuel); Chiquinho, João Marcos, João Vítor, Ricardinho (Thiago Rodrigues) e João Víctor; Robert e Betinho (Marcinho)
Técnico:
Jorge Rauli


Leia mais sobre: Corinthians Série B Marília

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Gazeta Press

Ainda mais líder
De pênalti, Chicão abriu o marcador da goleado do Corinthians sobre o Marília

Topo