iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

07/07 - 16:35

Excesso de empates derruba o Galo na classificação
O empate de domingo contra o Palmeiras foi o quinto do Atlético-MG em apenas nove partidas. Estes números fazem do Galo o time que mais empatou no Brasileirão, ao lado do São Paulo, que ficou no 1 a 1 contra o Ipatinga no Morumbi.

Gazeta Esportiva

Desde 2003, quando foi adotado o regulamento de pontos corridos, empatar demais tem sido uma desvantagem. De lá para cá, apenas na edição de 2006 o “campeão dos empates” fez campanha razoável. O Vasco ficou na igualdade em 14 oportunidades, mas conseguiu o sexto lugar e uma vaga na Sul-Americana. O Fortaleza, no entanto, não teve a mesma sorte. Também com 14 pontos, ficou em 18º e foi rebaixado.

Destino parecido teve o time que mais empatou no Brasileirão de 2007. Com 14 empates, o Corinthians não passou da 17ª posição e teve que amargar a humilhante queda para a Série B.

Outros time com a mesma marca sentiram de perto o fantasma da Segundona. O Botafogo de 2004 empatou 18 vezes e se salvou na última rodada. Já a Ponte Preta de 2003, com o mesmo número, só não caiu porque, na época, apenas dois clubes desciam de divisão.

Completando a lista de maiores empatadores aparece o Flamengo de 2005. Com 13 empates, o time terminou em 15º, perdendo posições justamente por ter menos vitórias que seus adversários.

Se continuar neste ritmo, o Atlético-MG pode enfrentar pela frente desafios semelhantemente incômodos. Por ter apenas duas vitórias, fica atrás de quatro times que também têm 11 pontos. Assim, o clube já se encontra na 15ª posição, apenas duas à frente do Goiás, que é hoje o melhor da zona de rebaixamento.

Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo