iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

06/07 - 20:10

São Paulo cede empate ao Ipatinga nos instantes finais
O São Paulo amargou um empate em casa por 1 a 1 com o Ipatinga na noite deste domingo. Apesar de atuar no Morumbi, o Tricolor encontrou dificuldades contra o ameaçado time mineiro, que assegurou a igualdade nos instantes finais da partida.

Gazeta Esportiva

O time de Muricy Ramalho abriu o placar no primeiro tempo, com Borges, enquanto o Ipatinga empatou o jogo aos 43 minutos do segundo tempo, com Luciano Mandi, que havia acabado de entrar no jogo.

O empate leva o time de Muricy Ramalho aos 14 pontos no Nacional, mantendo-se na sétima colocação, enquanto o time mineiro segue ameaçado, com seis, em penúltimo lugar. O Tricolor voltará a campo na quarta-feira para duelar com o Náutico, em Recife. Já o Ipatinga joga em casa no dia seguinte contra o Cruzeiro.

O jogo:
O torcedor do São Paulo que esperava o Ipatinga na retranca neste domingo se surpreendeu com o que viu em campo nos primeiros minutos de jogo. Mesmo atuando na casa do Tricolor, o time mineiro começou a partida mostrando uma postura ousada, apesar do esquema defensivo armado pelo técnico Ricardo Drubscky. Embora estivesse escalado com quatro volantes, sem jogador de armação, a equipe visitante foi a primeira a atacar.

No primeiro lance do jogo, Adeílson carregou a bola até a intermediária e chutou por cima da meta de Rogério Ceni. O clube mineiro continuou insistindo na frente e teve ótima chance em vacilo da zaga do Tricolor. André Dias cabeceou para trás e deu a bola de presente para Adeílson, que avançou sozinho, invadiu a área e chutou na saída de Rogério, mas para fora.

Aos poucos, porém, o Tricolor tranqüilizou o torcedor e passou a mostrar mais presença ofensiva, obrigando o Ipatinga a recuar. Assim, para tentar furar o bloqueio adversário, o São Paulo preparou sua principal jogada: bolas aéreas. Joílson mandou para Aloísio, mas o centroavante foi travado por dois defensores.

Pouco depois, Hugo cabeceou sozinho, mas Fred segurou. Na seqüência, foi a vez de Aloísio tentar novamente de cabeça, para fora. O Ipatinga, por outro lado, respondeu em rápido contragolpe. Adeílson aproveitou espaço na defesa tricolor pela esquerda e invadiu a área, mas o cruzamento saiu errado.

O time mineiro fortaleceu a marcação no setor de criação de jogadas do São Paulo, o que dificultou as ações da equipe de Muricy Ramalho. Em um dos lances em que conseguiu dominar na área, Borges girou e bateu em cima da defesa. Pouco depois, Joílson recebeu na área e finalizou fraco, nas mãos de Fred.

A insistência do Tricolor, porém, foi recompensada aos 39 minutos do primeiro tempo. Joílson recebeu na direita e cruzou para Borges, que se antecipou à defesa para bater para as redes. Depois do gol, o time local ainda fez novas tentativas na frente, mas foi para o intervalo com a vantagem mínima.

No intervalo, o técnico do Ipatinga tirou o lateral-direito Márcio Gabriel para promover a estréia do atacante Marinho. No entanto, o panorama do jogou seguiu sem mudanças. O São Paulo cadenciava as jogadas na frente e se segurava para evitar os perigosos contragolpes puxados por Adeílson.

O zagueiro Miranda chegou a levar um cartão amarelo para tentar parar o atacante do Ipatinga. Do outro lado, o Tricolor desperdiçou chance incrível. Depois de excelente troca de passes no sistema ofensivo, a bola sobrou nos pés de Hugo, que, livre na área, chutou por cima do travessão.

Na resposta dos visitantes, Adeílson driblou Alex Silva na entrada da área e chutou forte, exigindo ótima defesa de Rogério Ceni. A zaga do Tricolor mostrou uma clara dificuldade para barrar as investidas do ágil atacante adversário. O Tricolor, então, tentou ameaçar em jogada com Jorge Wagner, mas o chute parou na defesa.

Para dar mais movimentação ao sistema ofensivo, Muricy Ramalho sacou Aloísio para a entrada de Dagoberto. Porém, quem assustou foi o atacante Adeílson, que soltou um foguete e carimbou o travessão de Rogério Ceni. Já o São Paulo respondeu na jogada que melhor sabe fazer. Jorge Wagner cobra falta na área, e Hugo cabeceia perto do travessão.

O Ipatinga, por sua vez, exerceu uma forte pressão sobre o São Paulo durante alguns minutos. O clube da casa passou a responder apenas nos contra-ataques. Muricy, então, tirou Hernanes para reforçar a marcação com Richarlyson.

Nos instantes finais, Luciano Mandi, que havia acabado de entrar na vaga de Neto Baiano, mandou de cabeça para as redes de Rogério Ceni.

Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo