iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

06/07 - 20:45

Luxemburgo considera empate justo e evita polêmica com árbitro
O empate por 1 a 1 contra o Atlético-MG tirou o Palmeiras da zona de classificação da Libertadores, mas o resultado foi comemorado por Wanderley Luxemburgo. O treinador acredita que o gol de falta marcado por Diego Souza aos 36 minutos do segundo tempo deu justiça ao placar no Mineirão.

Gazeta Esportiva

“Tivemos uma atuação ruim no primeiro tempo e muito boa no segundo tempo. Merecemos o empate. O Atlético teve mais volume no primeiro tempo, poderia ter ganho por dois ou três gols, mas foi justo porque nos recuperamos no segundo tempo”, analisou o comandante, que assistiu aos mineiros abrirem o placar na etapa inicial.

Ao comentar o que foi visto em Belo Horizonte, Luxa ressaltou o feito do time sem poder contar com Elder Granja e Gustavo, machucados, Leandro, sem contrato, e Valdívia e Kléber, suspensos. “Fica complicado jogar contra o Atlético no Mineirão com esses desfalques todos, cinco mudanças. Por isso o empate está bom”.

O ponto conquistado em Minas Gerais, entretanto, quase escapou do Verdão. Ainda no primeiro tempo, quando o Galo já vencia por 1 a 0, o árbitro Evandro Rogério Roman assinalou pênalti para os mandantes em lance que o palmeirense Jefferson levantou o pé na altura do atleticano Eduardo. Marcos defendeu, mas o técnico contestou.

“Fui falar para ele que a interpretação dele foi equivocada. Quem abaixou a cabeça foi o jogador do Galo em uma jogada que normalmente se vai com o pé. Mas não ofendi ele e ele sabe disso”, minimizou o comandante alviverde, conhecido por reclamar principalmente da postura dos árbitros pela “falta de diálogo com os atletas durante os jogos”.

Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo