iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

06/07 - 18:10

Figueirense bate o Vasco de virada
No primeiro jogo da gestão de Roberto Dinamite, o Vasco saiu na frente mas permitiu a virada do Figueirense, neste domingo. Com o 2 a 1 para o Figueira no Estádio Orlando Scarpelli, o time carioca permanece com 11 pontos, mas foi ultrapassado pelos catarinenses, que chegaram aos 12.

Gazeta Esportiva

Rodrigo Antônio fez para os cariocas no primeiro tempo, mas Cleiton Xavier virou para os catarinenses com dois gols na etapa final. Na próxima quinta-feira, o Vasco, 11o colocado, encara o Sport em São Januário. No mesmo dia, o Figueirense, dono da décima colocação visita o Palmeiras no Palestra Itália.

Apesar da formação ofensiva armada por Antônio Lopes, o Vasco começou a partida sendo pressionado pelo Figueirense. Nos primeiros minutos, o goleiro Tiago teve bastante trabalho e precisou até sair da área com os pés para aliviar um ataque adversário.

Mas na primeira vez em que consegui trocar passes, aos 19 minutos, o quarteto ofensivo do Vasco quase abriu o marcador. Após receber de Edmundo, Morais encontrou Leandro Amaral livre na área, mas a finalização do atacante parou na trave do goleiro Wilson. Pouco depois, Edmundo cobrou falta para a área, Pablo ajeitou de cabeça para Jean, que desperdiçou grande chance ao chutar em cima da defesa catarinense.

A resposta do Figueira veio em boa jogada individual de Tadeu aos 22 minutos, mas o jogador bateu em cima do goleiro Tiago, quando Edu Sales pedia o passe no meio da área. Aos 26, o arqueiro vascaíno fez milagre para salvar o time carioca. Após defender falta cobrada por Cleiton Xavier, Tiago teve reflexo para tirar com os pés, antes que Tadeu pegasse o rebote.

A estrela de Tiago voltou a brilhar aos 36 minutos. Após cometer pênalti em Edu Sales, o goleiro se redimiu e defendeu a cobrança de Cleiton Xavier.

Já o Vasco teve mais competência e conseguiu seu primeiro gol aos 44 minutos. Após falta cobrada para a área e bola mal rebatida pela defesa catarinense, Leandro Amaral acertou chute no travessão e Rodrigo Antônio aproveitou o rebote para mandar a bola para as redes.

Na volta para a etapa final, o Figueirense esteve perto do empate aos cinco minutos, quando Tiago se esticou para espalmar e evitar o gol de cabeça de Bruno Aguiar. Aos 13, Ricardinho perdeu boa oportunidade para os catarinenses após receber na área e chutar para fora.

Até então apenas se defendendo no segundo tempo, o Vasco ameaçou aos 17 minutos quando Morais tentou encobrir Wilson, que conseguiu se recuperar e salvar o Figueirense. A oportunidade, no entanto, não escondia a apatia dos cariocas em campo. Vendo seu time cansado em campo, o técnico Antônio Lopes sacou o atacante Jean para a entrada do meia Alex Teixeira. Aos 28 minutos, o Vasco mandou mais uma bola no travessão, desta vez em falta cobrada de longe por Edmundo.

Mas o Figueirense era melhor em campo e chegou, com justiça, ao empate aos 32 minutos. Cleiton Xavier, que havia perdido um pênalti no primeiro tempo, mostrou mais competência quando dominou a bola no peito e acertou o canto esquerdo de Tiago. 1 a 1 no Orlando Scarpelli.

A redenção final de Cleiton Xavier veio aos 41 minutos, quando o meia aproveitou cruzamento de Rodrigo Fabri para cabecear para o gol e decretar a vitória do Figueirense.

Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo